Linomar Bahia

Jornalista e radialista profissional. Exerceu as funções de repórter, redator e editor de jornais e revistas, locutor, apresentador e diretor de emissoras de rádio e televisão. Articulista dominical de O Liberal há mais de 10 anos e redator de memoriais, pronunciamentos e textos literários. E-mail: linomarbahiajor@gmail.com

“Cabos eleitorais” de luxo

Linomar Bahia

Menos de dois anos nos separam do pleito presidencial do próximo ano de 2022, mas os movimentos de grupos e os sinais de candidaturas se apresentam com tamanha desenvoltura, parecendo que a campanha eleitoral tenha sido deflagrada com uma antecedência nunca vista na história do país. O ambiente político e a atmosfera administrativa se apresentam perigosamente poluídos, com as costumeiras intrigas, traições e acusações, tornando difícil antever como poderá ser o amanhã de um país, em que a pandemia serve de pretexto para quaisquer interesses. 

É sintomática a forma frenética com que se movem pretensos candidatos e seus seguidores, principalmente através da nova e poderosa arma das redes sociais, utilizadas p´ra tudo e p´ra nada, numa espécie de campanha fora de época, sem que haja alguma providência para coibir ou, ao menos, tornar mais discreto o que vem sendo feito, sem cerimônia, nem subterfúgios. Propiciam a impressão de que a campanha de 1918 sequer terminou, como se houvesse sido estabelecida uma espécie de prorrogação por tempo indeterminado e sem direito a decisão nos pênaltis. 

Meia dúzia de candidatos já estão com os seus blocos nas ruas, que o coronavirus está deixando vazias do defenestrado carnaval, à custa de milhares de empregos nos barracões das agremiações, nos fabricantes dos materiais utilizados nas fantasias e alegorias, vendedores de qualquer coisa no interior e nos arredores dos sambódromos, atingindo inclusive os frequentadores dos “propinodutos”, sempre dispostos a subtrair algum dos bolsos dos que precisam desse expediente para, também, faturar na exploração dos incontáveis itens dos “folguedos momescos”.

A recente eleição para as presidências da Câmara e do Senado está sendo interpretada como um ponto de inflexão nos vários grupos e diversos sentidos dominantes até então. Há quem veja a sinalização de quais caminhos determinados grupos vão seguir doravante, quando uma reforma ministerial pontual começará a clarear “quem é quem” dos que seguirão rumo a reeleição presidencial, ao mesmo tempo em que, pelo contrário, adquirem corpo os segmentos oposicionistas, ainda à procura de uma bandeira capaz de abrigar interesses e ideologias conflitantes.

Há, no universo político, consenso de que fazer política não é para amadores, principalmente para quem ainda usa “fraldinhas” e se atreve a duelar com os profissionais de “fraldões”. Enquanto em um lado da praça dos Três Poderes impera um clima de “barata voa”, nas dissenções no PSDB, MDB, DEM e nas legendas classificadas de esquerda, no lado oposto reina a euforia, desfrutando do princípio do fermento, tufando quanto mais lhe batem, fermentado pela filosofia de Ibrahim Suede “falem mal, mas falem de mim, porque é pior quando nem mal falam ...”

O tiro está saindo pela culatra, beneficiando justamente aqueles que desde o pleito de 2018 vêm sendo alvos de ataques, alguns de agressividade selvagem, por todos os meios e canais, pelo inconformismo dos que se dizem democratas, mas, paradoxalmente, resistentes ao resultado de um pleito democrático.  Quando a eleição de 2022 estiver concluída, e forem reeleitos aqueles que não eram os desejados, os vitoriosos terão que agradecer a esses verdadeiros “cabos eleitorais” de luxo, pela promoção sistemática no rádio, na televisão e em persistentes colunas e comentários.

Linomar Bahia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM LINOMAR BAHIA