Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Remo tem verdade nua e crua sendo exposta

Carlos Ferreira

Uma verdade torna-se nua e crua no Leão

O vazamento de um áudio de Eudes Pedro, que deveria ficar restrito à comissão técnica, tornou nua e crua uma verdade no Remo. A recusa do técnico em seguir trabalhando com Eduardo Ramos e Neto Baiano. Embora Eudes diga que o impedimento se resume à incompatibilidade deles com o modelo de jogo  pretendido (todos marcando), a recusa passa também pelo baixo nível de esforço da dupla nas atividades diárias e influência negativa.

Eduardo e Neto são caros e têm contrato até 15 de outubro. Com esse nó para desatar, o presidente Fábio Bentes deixou a decisão para a próxima semana, com a consciência de que está numa "sinuca de bico" que ele próprio criou, quando contratou por uma temporada e meia essa dupla reconhecidamente problemática.

 

Fim de prazos ajuda o Papão a manter elenco

Fechadas as inscrições nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro, o mercado não oferece mais possibilidades a esta altura do calendário. Caso contrário, fatalmente perderia jogadores importantes para a decisão da Copa Verde, visto que hoje a maioria encerra  contrato. Nícolas, por exemplo, foi assediado até o último momento pelo Londrina, que queria também Micael, enquanto o América Mineiro namorou Perema e o CRB tentou Tomas Bastos.

O que preocupa para a decisão é a desvantagem no ritmo de jogo. O adversário, seja o Goiás (Série A) ou o Cuiabá (Série B)  estará à todo vapor no dia 13 de novembro, enquanto o Papão estará numa retomada, 42 dias depois do último jogo oficial.

 

BAIXINHAS

* Liberar Eudes Pedro para ficar com Eduardo Ramos e Neto Baiano é mais fácil, mas mantém o problema. Qualquer outro técnico que o clube procurar vai saber da questão. Descartar a dupla para ficar com Eudes Pedro vai implicar em consequências financeiras. É o Remo colhendo os pepinos que plantou.

* Contratado tão logo Pimentinha foi liberado, Hygor Garcia chegou sob desconfiança, cedido pela Ferroviária de Araraquara, mas tornou-se muito útil ao Papão. Ele está de volta ao clube paulista, deixando uma lacuna na Curuzu.

* Tiago Luis não é liderança negativa no Papão, mas se assemelha aos azulinos Eduardo Ramos e Neto Baiano no fato de que está vinculado para a temporada 2020 sem ter justificado em 2019. Outros em débito no Papão, mas em fim de contrato, são Jheimy, Wesley Pacheco, Bruno Oliveira, Leandro Lima, Douglas Silva e Caíque Oliveira.

* A má cotação de Eduardo Ramos neste fim de temporada reafirma a figura de Vinícius como principal jogador do Remo. O goleiro é o ídolo do momento, embora não tenha brilhado tanto este ano como brilhou em 2017 e 2018.

* O goiano Vinícius, 34 anos, está vinculado ao Remo até 15 de outubro de 2020, e o seu reserva, Thiago, já provou que pode substuí-lo à altura. O paranaense Thiago, 24 anos, fez milagres contra o Sobradinho na Copa Verde, confirmando o potencial mostrado nos treinos.

* Com 13 títulos na carreira, a maioria em campeonatos estaduais, Hélio dos Anjos está muito determinado a ser campeão da Copa Verde pelo Paysandu para reafirmar o seu valor no mercado. Afinal, são 20 anos sem ganhar um título em competição da CBF.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!