Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Remo pode subir ou descer uma posição na rodada

Carlos Ferreira

Com 27 pontos, na 12ª posição, o Remo sobe uma posição se ganhar do Vitória, hoje, em Salvador. É que o CSA, 11º com 29 pontos, já jogou nesta rodada e foi derrotado pelo Guarani. Se perder, porém, o Remo pode ser ultrapassado pelo Cruzeiro, 14º com 26 pontos, ou pela Ponte Preta, 15ª com 25 pontos. Cruzeiro e Ponte Preta se enfrentam amanhã. Ideal seria um empate nesse jogo de Belo Horizonte. Assim, o Leão Azul não perderia posição nem sendo derrotado pelo Vitória.

Fundamental para o Remo é pontuar, afinal o jogo é contra o 17º colocado. E nada é mais importante para os remistas, agora, do que manter (ou ampliar) a distância para a zona do rebaixamento. Essa distância está em apenas quatro pontos.

Adversário do Papão tem a melhor defesa e o pior ataque

Em 15 jogos nesta Série C, o Ferroviário só fez oito e tomou nove gols. Divide com o Oeste a marca de pior ataque do campeonato, mas tem exclusividade na marca de melhor defesa.

Esses dados podem indicar o que o Paysandu vai enfrentar na segunda-feira, em Itaitinga, na região metropolitana de Fortaleza. Digo “podem” porque o Ferrim está sob novo comando. Anderson Batatais vai estrear como técnico, provavelmente com alterações no perfil da equipe.

Sexto colocado, a dois pontos do G4, o Ferroviário trata esse jogo como “decisão”. O Paysandu precisa dar o mesmo tratamento. Afinal, até com empate mantem distância de um concorrente direto por vaga na próxima fase.

BAIXINHAS

* Das peças de ataque do Ferroviário, Edson Cariús já atuou em sete e Dioguinho em quatro jogos. Os dois ex-azulinos ainda não fizeram gol nenhum pelo time cearense neste campeonato. Vale observar que dois dos oito gols do Ferrim foram marcados contra o Papão, na Curuzu, em vitória por 2 x 0.

* Apesar do rico histórico, Elias segue sem ser notícia no Paysandu. É que Vitor Souza não dá a menor chance ao seu reserva. Sempre seguro, Vitor Souza não é um goleiro empolgante, e até demorou a transmitir segurança aos bicolores. Demorou, mas conseguiu.

* Passando pelo São Raimundo de Roraima, o Paragominas enfrentaria Juazeirense/BA ou Atlético/CE no segundo "mata-mata". O Castanhal, se eliminar o Moto Club, terá como adversário seguinte o Itabaiana/SE ou ou America de Natal.

* Como se não bastassem os tantos desfalques na zaga do Remo, Rafael Jansen joga hoje pendurado, com dois cartões amarelos. Menos mal que Edu já passa a ser opção, diante da incerteza sobre Kevem e Romércio para o jogo de quinta-feira contra o Avaí.

* Atacante Eron, que fez oito jogos e nenhum gol pelo Remo em 2020, este ano tem 14 pelo time principal e dois pelo sub-23 do Vitória. Eron continua em jejum de gols. O lateral Wellison, emprestado pelo Vitória ao Remo junto com Eron, jogou a Série D pelo Bahia de Feira, já eliminado.

* Ruy já deu sinal de um despertar no Papão. Agora Roberto Fonseca trabalha pela mesma resposta de Laércio, Robinho, Luan, Thiago Santos, Grampola e João Paulo, jogadores do sistema ofensivo que também permanecem em débito. A postura do comandante é muito bem vista pelo elenco. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA