Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Três da capital e o Japiim nas semifinais

Carlos Ferreira

Esse futebol tão intenso, de marcação tão avançada, a cada dia exige mais técnica e imaginação de zagueiros e volantes. Por isso, meias têm virado volantes e volantes têm virado zagueiros, como pode ser o caso de Lucas Siqueira no Remo. Paulo Bonamigo já fez o teste, diante do Águia, ao inserir no time o volante Vinícius Kiss. Saiu Fredson, um zagueiro de muita força, mas nada íntimo da bola.

Remo: Lucas Siqueira na zaga pode ser uma sacada

O técnico azulino deve estar preparando uma solução para o que o Remo vai enfrentar na Série B e na Copa do Brasil. Como Lucas Siqueira já havia funcionado bem na zaga em emergências, faz todo sentido recuá-lo e abrir espaço para o talento de Vinícius Kiss. O Remo se enriquece muito na iniciação de jogadas com essa composição.


BAIXINHAS

* Garantidos na Série D de 2022, Tuna e Castanhal passam a ter como meta uma vaga na Copa do Brasil. Dos dois, quem for à final do campeonato estará na CB. Se os dois forem eliminados nas semifinais, farão decisão da vaga na Copa do Brasil em jogos extras.

* Último Tuna x Remo no Souza, em jogo oficial, como teremos domingo, foi no campeonato estadual de 1972. Placar de 0 x 0. Observação do pesquisador Jorginho Neves. Em geral, o último Remo x Tuna oficial foi pelo Parazão 2013.

* Dioguinho parece estar se deixando levar pela vaidade, enfeitando jogadas e facilitando a vida dos marcadores nos desarmes. Ao contrário dele, Erick Flores vai crescendo na objetividade. O Remo está contratando outros dois atacantes de lado de campo para a Série B.

* Paysandu completou seis jogos sem tomar gols na temporada e tornou-se o time menos vazado do campeonato estadual: seis gols em dez jogos. A consistência defensiva é o maior trunfo do Papão para o duplo duelo com o Japiim.

* Nicolas, o ídolo bicolor, ampliou o jejum para seis jogos sem fazer gol. Cris Maranhense, do Bragantino, despediu-se do Parazão como principal artilheiro, com oito gols.

* Atacante paraense Reis, fruto do Remo, que não voltou este ano para o Leão porque tinha proposta da Coreia do Sul, é titular do Gwangju há sete jogos consecutivos, mas ainda não fez pelo time sul-coreano. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA