Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Paysandu e Atlético-AC será um duelo para quebrar jejum

Remo de Márcio Fernandes levou dois gols em uma partida pela primeira vez

Carlos Ferreira

Quem vai quebrar jejum no Acre? 

Se o Paysandu não vence há seis jogos, na Série C e Copa do Brasil, o Atlético-AC não ganha de ninguém há oito jogos, no campeonato estadual e na Série C. O Galo foi campeão do Acre empatando os dois últimos jogos. No campeonato nacional tem três empates, três derrotas e um ambiente muito tenso, do qual o Papão pode tirar proveito no sábado, 19 horas, em Rio Branco. 

O Atlético-AC, que ano passado fez ótima campanha, desta vez é "lanterna" com o pior ataque (3 gols) e a pior defesa (11 gols) em seis rodadas do campeonato. Mais que boas possibilidades, o Papão tem necessidade de vencer, quebrar o jejum, e renovar o gás para reagir. 

 

Pela primeira vez, Leão de MF tomou dois gols

O Tombense foi o primeiro time a fazer mais de um gol no Remo em 14 jogos da "era" Márcio Fernandes. O time mineiro avançou a marcação na clara estratégia de quem estudou o modelo de jogo azulino, articulado em aproximação e troca dinâmica de passes. O Volta Redonda, próximo adversário, é um time ofensivo por vocação. Será ousado no Mangueirão ou vai repetir a retranca do Ypiranga, único a pontuar diante do Leão em Belém?

O Voltaço vem de derrota em casa para o Ypiranga (2 x 1) e corre o risco de sair do G4. Para o Leão esse é o jogo para se isolar na liderança. 

 

BAIXINHAS

* Faltando duas rodadas para o Re-Pa, Yuri e Emerson Carioca estão pendurados do Remo com dois cartões amarelos. Com um estão Douglas Packer, Fredson, Ronael, Daniel Vençan, Geovane, Zotti e Marcão. Antes do clássico, o Leão enfrenta Volta Redonda e São José. 

* No Papão são quatro os pendurados: Jhony Douglas, Thiago Primão, Victor Oliveira e Bruno Collaço. Com um amarelo: Nícolas, Wellington Reis, Thiago Luiz e Marcos Antônio. Suspensos: Micael e Caíque Oliveira. (Dados do colaborador Cláudio Colúmbia). Antes do Re-Pa, Papão pega Atlético-AC e Luverdense.

* Perema, só participou de um dos 21 jogos do Papão nesta temporada, sendo preparado para compor dupla com Victor Oliveira na zaga bicolor contra o Atlético no Acre. Foi justamente ao lado de Victor Oliveira que Perema fez o seu único jogo este ano, em Marabá, contra o Águia. Nos últimos oito meses, Perema viveu dura rotina de entradas e saídas do departamento médico. 

* Em um terço da fase classificatória, o Remo já tem quase a metade da pontuação necessária para a passagem à próxima fase da Série C. O Leão está com 66,6% de aproveitamento. Se classifica com 45% dos 36 pontos que ainda vai disputar. 

* O Paysandu está com 44,4%. Precisa de 53% nos 12 jogos que restam na fase. Ou seja, mais 19 pontos para uma faixa de segurança na perspetiva de classificação. Nas duas próximas rodadas, o Papão vai enfrentar os dois últimos colocado do grupo: Atlético do Acre e Luverdense.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!