Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Papão num raio de sete posições

Carlos Ferreira

Se uma vitória sobre o Altos pode levar o Paysandu à liderança do grupo, uma derrota, no sábado, em Teresina, pode derrubá-lo até à sétima posição. Para se tornar líder, precisaria de vitória ou empate do Ferroviário com o Manaus. Para sair do G4, só com empate ou vitória do Tombense sobre o Santa Cruz, vitória do Botafogo sobre o Jacuipense e derrota do próprio Papão para o Altos. O agravante é que Ferroviário (contra o Manaus) e Volta Redonda (contra o Floresta) também podem superar o clube bicolor.

A possibilidade de virar líder e o risco de cair até para a 7a posição na penúltima rodada traduzem a importância do jogo de sábado. Semana de cobranças para que os bicolores derramem no Piauí o suor que economizaram no Ceará.

Leão, mais derrotas em casa do que fora

Nos 12 jogos que já fez em Belém, o Remo tem cinco derrotas, uma a mais do que fora de casa. Também como mandante, cinco vitórias e dois empates, 17 pontos, 47,2% de aproveitamento. Como visitante, as quatro derrotas, três vitórias e quatro empates, 13 pontos, 39,3%. O Leão Azul pontuou nos últimos quatro jogos lá fora e não pontuou nos dois últimos em Belém.

Amanhã, contra o Avaí, o desafio de voltar a vencer no Baenão e a esperança de avançar até duas posições, desde que Operário e Vasco percam para Cruzeiro e CRB. A rodada oferece ao Remo (11°) ser superado na classificação por CSA e Cruzeiro, que vão enfrentar Londrina e Operário.

BAIXINHAS

* Pingo e Wellington Silva as reposições naturais do Remo nas ausências de Thiago Ennes e Anderson Uchôa. Marlon e Raimar  mantidos, Vitor Andrade voltando. Time remista para o confronto com o Avaí.

* Com  Rafael Grampola, Danrley e Tcharlles sob cuidados médicos, Thiago Santos deve ser o único centroavante apto no Papão para o jogo decisivo contra o Altos. Perema deve ser recolocado na zaga, Paulinho e Ratinho também são opções.

* Zagueiro Mimica, ex-Remo, segue titularíssimo do Altos, como também o atacante Betinho, ex-Paysandu. Mas o time piauiense trocou de técnico. No jogo de Belém era Marcelo Vilar. Agora é Paulinho Kobayashi, que levou o meia Rodrigo Andrade, jogador carioca que defendeu o Paysandu em 2017.

* Três ex-bicolores no Avaí. Além do lateral João Lucas e do atacante Vinícius Leite, também o goleiro Gledson, 38 anos, do time que deu vexame na Série C de 2007. Gledson, porém, deu a volta por cima. Está no Avaí desde 2019, após boas passagens por Santa Cruz, Náutico, America/RN, Campinense e Portuguesa.

* Atacante Neto Pessoa e o zagueiro Edu legalizados pelo Remo. Meia Neto Moura chegando. Zagueiro Romércio e o meia Erick Flores já treinam. Podem reaparecer na terça-feira, contra o Guarani, em Campinas.

 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA