Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Vídeo mostra turistas tentando avisar sobre desabamento de rocha em Capitólio; assista

Nas imagens, é possível ver outros turistas tentando avisar sobre o desprendimento das rochas. É possível perceber a angústia dos passageiros de uma lancha ao presenciarem o acidente

O Liberal

Mais um vídeo do acidente que matou ao menos oito pessoas causado pelo desabamento de parte dos cânions da cidade de Capitólio, em Minas Gerais, às margens do lago de Furnas, passou a circular nas redes sociais após a tragédia, neste sábado (8). Nas imagens, é possível ver outros turistas tentando avisar sobre o desprendimento das rochas.

É possível perceber a angústia dos passageiros de uma lancha ao presenciarem o acidente. "Aquele pedação ali vai cair. Ei, sai daí!", gritam as pessoas de dentro da embarcação.

VEJA MAIS

Corpo de oitava vítima de deslizamento de paredão em Capitólio é encontrado Número de mortos é revisado após vitima ser encontrada submersa

Rocha se desprende e atinge duas lanchas; assista o momento do acidente Turistas estavam vendo a paisagem de cânion quando duas lanchas foram gravemente atingidas

Internautas relembram publicação de 10 anos atrás onde já mostrava rocha se despreendendo O acidente deixou mais de 20 pessoas feridas e duas pessoas mortas

 "Ai! Sai daí!", tentam alertar os passageiros. No entanto, apesar dos gritos, as lanchas que estavam próximas aos paredões não saem do lugar.

Quando parte do cânion se desprende e cai sobre as lanchas, os gritos de desespero tomam os turistas.

Entenda o acidente

Uma rocha se soltou e atingiu duas lanchas com cerca de 15 pessoas a bordo, em Capitólio, Minas Gerais, no sábado. Os turistas estavam vendo a paisagem de cânion quando as lanchas foram gravemente atingidas pela pedra gigante.

Os bombeiros mobilizaram o Batalhão de Operações Aéreas e mergulhadores para a ocorrência. As buscas com mergulhadores recomeçaram às 6h da manhã deste domingo (9), quando foi localizado o corpo da 8ª vítima. De acordo com os bombeiros, 27 pessoas já foram atendidas em unidades de saúde e liberadas.

Muitas vítimas conseguiram sair da água e foram por conta própria buscar atendimento nas unidades de saúde.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL