Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Vereador negro de Curitiba acusado de invadir igreja católica irá se encontrar com o Papa; entenda

Em abril, a Arquidiocese de Curitiba se manifestou contra a cassação do petista

Luciana Carvalho

O vereador de Curitiba Renato Freitas (PT), acusado de invadir uma igreja no Paraná, tem encontro marcado com o Papa Francisco em setembro.Freitas virou alvo de investigação e pode ter o mandato cassado em julgamento na Câmara nesta sexta-feira (5) por liderar um protesto na igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos no início de fevereiro. As informações são do portal Metrópoles.

Em abril, a Arquidiocese de Curitiba se manifestou contra a cassação do petista. Agora, o caso do vereador pode ficar conhecido internacionalmente após convite para encontrar o sumo pontífice em um evento que trata sobre a obra “Economia de Francisco”, que une economistas e líderes para uma nova visão de economia.

VEJA MAIS

Ex-assessor afirma que vereador Gabriel Monteiro fazia sexo na frente da equipe
Declaração foi dada durante depoimento aos membros do Conselho de Ética da Câmara de Vereadores do Rio

Vereador quer acabar com prática de nudismo em praia; entenda
Na justificativa do projeto, vereador afirma que o local se tornou um espaço de "promiscuidade exacerbada". Federaçaõ alega que os problemas de segurança nada têm a ver com o naturismo

Vereador fala ‘é coisa de preto’ durante CPI e vai responder por racismo
Se for condenado, Camilo Cristófaro poderá perder o mandato e ficar preso de dois a cinco anos

“Por uma coincidência da vida, o convite veio justamente no momento em que estou sendo cassado por entrar na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e clamar pelas vidas negras desvalorizadas”, diz Renato Freitas.

O vereador acredita que o encontro com o pontífice deve influenciar a decisão dos vereadores da Câmara de Curitiba. “Todos terão a oportunidade de ouvir a voz maior da Igreja”, destacou.

Entenda o caso

O vereador petista, Renato Freitas, virou alvo de investigação após ter liderado um protesto na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos que terminou com a entrada dos manifestantes na igreja e teve repercussão nacional.

Petista e militantes apontam “racismo” e “perseguição” por parte de outros vereadores, já que o padre da igreja e a Arquidiocese de Curitiba pediram, em carta, para que Freitas não fosse cassado.

(Luciana Carvalho, estagiária da Redação sob supervisão de Keila Ferreira, Coordenadora do Núcleo de Política).

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL