Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pastor é preso acusado de estuprar adolescente namorada do filho

Menina contou que homem depois ligou para saber se ela havia contado para alguém

O Liberal

O pastor Evandro Meneses, diácono da Assembleia de Deus de Sena Madureira, no interior do Acre, teve a prisão revertida em preventiva após ser detido por suspeita de estupro de vulnerável. Ele é acusado de estuprar uma menina de 15 anos, namorada do filho dele. As informações são do UOL.

A menina, depois de abusada, no dia 10 de julho, segundo relato dela, ficou com medo de contar o ocorrido, revelando apenas para a irmã gêmea. Esta contou para a mãe, que foi imediatamente denunciar na delegacia. O pastor foi preso.

VEJA MAIS

Anestesista Giovanni Quintella é indiciado por estupro de vulnerável
Ainda há outros cinco casos sendo investigados pela Delegacia da Mulher

Santarém: homem é preso por suspeita de estupro de vulnerável
A vítima, de 11 anos, relatou que esta não foi a primeira vez em que foi assediada verbalmente pelo suspeito

Mulher vítima de estupro por anestesista presta depoimento à polícia
O anestesista foi denunciado pelo Ministério Público do Rio

Em depoimento ao MP (Ministério Público) do Acre, a mãe da menina contou que o diácono foi buscar a menina em casa, como fez outras vezes, para passar o dia com o filho, namorado dela.

Mas, naquele dia, o pastor não estava com a esposa no carro, e tomou outro rumo, desviando para uma área em obras. A adolescente disse que o pastor a jogou no banco de trás do carro e a estuprou. Quando terminou de praticar o crime, segundo o relato ao MP, o pastor a levou para casa.

Depois que a mãe soube do ocorrido e denunciou à polícia, a menina passou por exame de conjunção carnal.

Abalada

A mãe relatou que o pastor entrou em contato com a filha, por ligação telefônica, querendo saber se ela havia contado para alguém. "Ele também falou que depois ia 'terminar o que tinha começado'", disse em depoimento, revelando que a filha está abalada e não quer ir mais à escola. "Ela chorou bastante, estava com muito medo de acontecer alguma coisa com ela", declarou a mãe, dizendo acreditar que a filha foi ameaçada para que não contasse nada sobre o que havia acontecido.

A defesa do pastor não se pronunciou ao UOL sobre as denúncias.

Ruim para a imagem

Depois que a denúncia saiu na imprensa, a mãe afirma ter recebidos áudios no WhatsApp de um presbítero da igreja dizendo que o que ela estava fazendo "era ruim para a imagem da igreja".

A mulher diz se sentir ameaçada. Relatou também que a filha terminou o relacionamento com o filho do pastor.

A mãe da adolescente afirma que deseja que o acusado fique preso, mas que teme pela família e até mesmo que "alguém da sua família tente fazer algo pior contra Evandro".

Ministério Público

O promotor de Justiça do Ministério Público do Acre, Thales, Ferreira, que recebeu a denúncia, disse ao UOL que agiu assim que soube da história relatada pela mãe da menina. "No âmbito das iniciativas e projetos desenvolvidos representamos ontem pela prisão preventiva do suposto autor. A juíza Adimaura Souza Cruz acolheu parecer ministerial e decretou a prisão do diácono da Igreja Assembleia de Deus, Ministério Madureira", declarou.

Nesta quinta-feira (21), em audiência de custódia, Adimaura decidiu manter a prisão preventiva de Meneses. "Observo que persistem os motivos ensejadores da prisão. Além da garantia da ordem pública, já que o suposto crime cometido pelo custodiado gerou grande comoção na cidade, busca-se também resguardar a sua integridade física, uma vez que consta nos autos que a genitora estaria temerosa sobre o que o pai da menina poderia fazer se o custodiado permanecesse em liberdade", afirmou a juíza, em sua decisão. Segundo o promotor Thales Ferreira, o Ministério Público terá agora cinco dias para denunciar o suspeito pelo crime de estupro. "Eu gostaria que as pessoas que foram vítimas de abusos, exploração sexual, procurassem o Ministério Público. Temos como missão prevenir e combater com rigor esse tipo de crime", avisou Ferreira.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL