Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

‘Mulher Demônia’, esposa do ‘Diabão’, é temente a Deus e diz não ter medo de julgamentos

Carol Praddo, de 36 anos, ficou conhecida nas redes sociais por ter colocado uma prótese de chifre na testa, bifucar a língua e tatuar os olhos de vermelho

Amanda Martins

Engana-se quem acredita que Carol Praddo, de 36 anos,  não tenha uma relação próxima a Deus. Fugindo totalmente dos estereótipos, a mulher com as próteses de chifre na testa, que lhe renderam o apelido de “Mulher Demônia”, garante que é religiosa e diz não ter tido medo de “julgamentos divinos” quando começou a seguir as mesmas modificações corporais do marido, o “Diabão Tatuador”.

VEJA MAIS

Esposa do ‘Diabão Tatuador’, a ‘Mulher Demônia’ usa língua partida e pigmentação nos olhos; veja
Carol Praddo, de 36 anos, iniciou as transformações por incentivo do marido Michel, o "Diabão Tatuador"

'Diabão' defende 'Mulher Demônia' de críticas na web
O casal de modificadores está junto há 11 anos

Tatuador ‘Diabão’ conta o real motivo para as transformações corporais: ‘O diabo é lindo’
O homem realizou diversas mudanças e procedimentos para ficar parecido com o demônio

Em entrevista ao OLiberal.com, Carol explicou que as alterações na língua, olhos pigmentados de vermelho, dentes e na testa, além do corpo 60% preenchido com tatuagem, fazem parte de um processo de aceitação, e não desrespeitam a sua fé.

“Jamais tive esse medo, pois como qualquer pessoa que realmente compreende o que Ele quer de nós, verá que Deus é muito mais que isso tudo”, disse.

A moradora de Praia Grande, no litoral de São Paulo, costuma chamar muita atenção quando sai na rua com o marido Michel. Carol confessou já ter sofrido comentários preconceituosos por causa da sua aparência, mas afirmou ter aprendido lidar com as críticas, que significam “muito mais do que as pessoas têm no coração” do que sobre a paulistana em si. 

“Fazemos as nossas modificações porque amamos isso. Vivemos para ser quem queremos ser. E o preconceito, o ‘achismo’ e outras coisas sempre vão existir. O padrão acho que é algo pessoal de cada um. Essas modificações são muito mais do que algo que os olhos podem ver. Tem um valor imensurável para nossa história, para o nosso ‘eu’ e para todas as nossas vidas”, afirmou.

"Mulher Demônia" e o "Diabão", Carol e Michel. (Reprodução/ Redes sociais)

Carol orgulha-se muito do apelido de “Mulher Demôniae contou que ela própria o escolheu, em uma homenagem ao marido, “Diabão”. O casal está juntos há 11 anos e tem dois filhos, de 10 e 15 anos. Foi por incentivo de Michel que a paulistana iniciou as transformações há cerca de quatro anos. Veja o antes e depois dela:

Carol Praddo antes e depois das transformações corporais  (Reprodução/ Redes sociais)

(Estagiário Amanda Martins, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Ana Carolina Matos)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL