Menina encontra arma, leva pra escola e atira em colega

Alunos correram e se trancaram nas salas; instrutor da escola é preso por ter ocultado a arma

Alunos de uma escola no conjunto Viver Melhor I, na Zona Norte de Manaus, tiveram momentos de aflição, nesta quinta-feira (6). Uma estudante de 13 anos levou um tiro. Outra aluna, de 14 anos, foi apreendida por suspeita de ter atirado. A vítima foi atingida no pé e seu quadro de saúde é estável. E um homem, que escondeu a arma, foi detido.

LEIA MAIS:
Pará já soma um caso ao mês entre ameaças de alunos contra escolas
Ameaça de bomba leva pânico a escola da Marambaia

Aluno de escola do conjunto Júlia Seffer é detido após fazer ameaças com arma
Polícia investiga supostas ameaças em colégio particular de Ananindeua
Após ameaça de atentado a escola particular, aluno é afastado de instituição
Atiradores de Suzano queriam matar desafetos


 

O incidente aconteceu por volta das 9h, na Escola Estadual Socorro Pacheco Braga, na capital amazonense. O tiro foi disparado bem na hora em que estavam nas salas de aula.

"Faltava pouco tempo para o intervalo quando aconteceu tudo. Só ouvi o barulho dos tiros, os alunos correndo e trancaram as salas com a gente dentro. Então eu liguei pra minha mãe vir me buscar. Depois vi a menina sendo carregada pelo policial com muito sangue no pé", disse uma amiga da vítima ao G1.

Em depoimento inicial à Polícia Militar, a estudante suspeita de ter atirado disse que o disparo foi acidental. "Ela nos informou que encontrou essa arma ontem no condomínio dela, no Viver Melhor e hoje levou para o colégio e ficou manuseando dentro da sala de aula. Ela disse que não teve a intenção de atirar, que foi acidental", disse o sargento da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atendeu o caso.

Policiais relataram também que um instrutor de um programa da escola, de 38 anos, foi detido, por ter ocultado a arma da infração.

"A estudante [que atirou] nos informou que alguém já havia levado o revólver. Em seguida, instrutor do colégio, vinha saindo do banheiro e a arma se encontrava na cintura dele", completou.

A polícia informou que, segundo o instrutor do programa educacional da escola, ele pegou a arma do local para entregar ao diretor da escola.

(Com informações do G1)

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!