Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Justiça autoriza prisão preventiva de homem que espancou procuradora

Demétrius Macedo, de 34 anos, foi filmado dando socos e cotoveladas na procuradora-geral de Registro, de São Paulo (SP), Gabriela Samadello de Barros, de 39 anos. O homem alega assédio moral no ambiente de trabalho

Rayanne Bulhões

A Justiça determinou, nesta quarta-feira (22), a prisão preventiva de Demétrius Oliveira Macedo, de 34 anos, após ele ter desferido uma série de agressões físicas contra a procuradora-geral da cidade de Registro, São Paulo (SP), Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos. O pedido de prisão foi apresentado pelo delegado Daniel Vaz Rocha na 1ª Vara Criminal da cidade, no interior paulista.

VEJA MAIS

Prefeitura e entidades se posicionam contra agressão à procuradora por colega de trabalho
O também procurador Demétrius Oliveira Macedo chegou a ser conduzido à delegacia, mas foi liberado

O caso aconteceu na segunda-feira (20). Demetriu espancou brutalmente a chefe e as imagens foram compartilhadas nas redes sociais. Na gravação, o homem agride a vítima com socos e cotoveladas. Veja o registro da violência:

Em entrevista ao Metrópoles, a procuradora Gabriela Samadello Monteiro de Barros afirmou que as agressões duraram cerca de 20 minutos e que o vídeo registrou apenas os 20 segundo finais. Além da pancada, Demétrius a xingou de “p*ta” e “vagabunda do car*lho”.

Procuradora é brutalmente agredida por colega de trabalho
As agressões teria ocorrido após o procurador Demétrius Oliveira Macedo descobrir que Gabruela Samadello Monteiro de Barros teria aberto um processo administrativo contra ele

Em depoimento, Demétrius confirmou a agressão e alegou  assédio moral no ambiente de trabalho. Na ocasião, ele foi liberado por “falta de flagrante”. A prefeitura de Registro afastou temporariamente o homem do cargo de procurador, com interrupção do pagamento de salário.

A suspeita de Gabriela é que a motivação de Demétrius tenha sido a abertura de um processo disciplinar para apurar o comportamento do agressor no ambiente de trabalho.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL