Homem morre com 80% do corpo queimado um ano após enterrar a mãe sozinho

Ele teria sido atacado na quitinete onde morava, mas a autoria e a motivação do crime ainda são desconhecidas

Redação Integrada, com informações do Metrópoles

Um ano após viralizar na internet velando e enterrando a mãe sozinha, José Ricardo Fernandes Ribeiro morreu neste domingo (12), no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, com 80% do corpo queimado. O homem teria sido atacado na quitinete onde morava, no Conjunto Estrela do Sul, na última sexta-feira (10). Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

O dono da quitinete contou que os vizinhos perceberam que havia fogo no local e acionaram o socorro. A autoria e a motivação do crime ainda são desconhecidas. José Ricardo vivia sozinho e seu único familiar é um filho de 19 anos que mora na cidade de São Domingos, com o qual não mantinha contato, conforme disse a mãe do rapaz. A ex-esposa também disse que ela e o filho não têm condições de custear o velório e o sepultamento. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia.

Conhecidos de José Ricardo acreditam que o crime possa ter relação com um dinheiro que ele receberia proveniente de uma vaquinha online. Após ele ter ficado conhecido com a postagem sobre a morte da mãe, várias pessoas sensibilizaram-se para ajudá-lo, e uma quantia de aproximadamente R$ 30 mil foi depositada em sua conta. O dono da quitinete informou ainda que o celular da vítima foi roubado e suas contas nas redes sociais foram excluídas.

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil para obter mais informações sobre a investigação do caso, mas não obtivemos resposta até o fechamento desta matéria.

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BRASIL