Homem é dado como morto e funerária descobre que ele estava vivo; entenda

Os familiares do paciente registraram boletim de ocorrência contra o hospital onde ele estava internado

Juliana Maia
fonte

Um auxiliar de serviços gerais identificado como José Ribeiro da Silva, de 62 anos, internado em um hospital de Uruaçu, Goiás, foi dado como morto e, para a surpresa da família, ele havia sido encaminhado vivo para a funerária. O caso aconteceu na terça-feira (29), no Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN). Segundo a unidade de saúde, o médico que assinou o atestado de óbito foi afastado do cargo.

VEJA MAIS

image Homem monta o próprio jazigo para sair como 'planeja' no funeral; investimento foi de R$ 3.800
O caso gerou repercussão na cidade e o padeiro já recebeu homenagens ainda vivo. No local há porcelanato, fotos e letreiros especiais, além de uma tampa de vidro fechada a chave para evitar furto

image Homem fica bêbado em festa e acaba enterrado vivo em caixão como ‘oferenda’
Víctor Hugo garante que se aproveitaram de seu estado alcoolizado para o enterraram e conta como conseguiu sair da tumba

image Homem é encontrado com vida dentro de saco para cadáver após ser dado como morto; vídeo
Erro foi percebido durante o transporte do ‘corpo’. Cinco funcionários, incluindo o diretor da casa de repouso e um médico, foram afastados e colocados sob investigação

De acordo com a irmã do paciente, os familiares receberam a notícia por volta das 20h do dia 29. Para dar seguimento aos procedimentos após o laudo de óbito, a família fez a liberação do corpo, sem saber que o homem estava vivo.

José Ribeiro da Silva foi colocado dentro de um saco utilizado para fazer a remoção de pessoas mortas. Em seguida, o auxiliar de serviços gerais foi encaminhado para uma funerária em Rialma, cidade natal da família, que fica próximo de Uruaçu, onde estava internado.

Na funerária, ao abrirem o saco para preparar o corpo, os profissionais do local se depararam com o homem com os olhos abertos, vivo, e respirando com dificuldade. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado no local e constatou que o paciente estava vivo.

Após a funerária entrar em contato com a família de José Ribeiro da Silva, a família pediu o encaminhamento dele para o hospital de Rialma. A irmã do auxiliar de serviços gerais registrou um boletim de ocorrência contra o hospital, nesta quarta-feira (30).

(*Juliana Maia, estagiária sob supervisão da editora web de OLiberal.com, Vanessa Pinheiro)

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL