CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Concessionária divulga imagens do aeroporto de Porto Alegre após limpeza; veja o resultado

Aeroporto está há mais de um mês fechado e ainda não tem previsão para abrir

Leonardo Zvarick / Agência Estado
fonte

A concessionária Fraport Brasil divulgou imagens de como ficou o Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, após operação de limpeza iniciada na semana passada.

aeroporto

Áreas internas e externas do terminal aéreo ficaram alagadas durante quase todo o mês de maio, quando a capital gaúcha foi tomada pela enchente histórica do Lago Guaíba. Os fortes temporais causaram o pior desastre climático já registrado no Rio Grande do Sul.

Fechado há mais de um mês, o Salgado Filho ainda não tem data para reabrir. A Fraport ainda está avaliando os impactos da inundação do aeroporto, e espera retomar as operações somente em dezembro. Uma primeira estimativa indica que a reconstrução custaria ao menos R$ 300 milhões em investimentos. Segundo Andreea Pal, CEO da Fraport Brasil, a inundação comprometeu a estação de energia e os sistemas de TI do aeroporto. A empresa também realiza testes para avaliar o impactos na pista.

"Estamos trabalhando para reconstruir o mais rápido possível, estamos cientes da importância do aeroporto pelo Estado, pela economia, pela população. Não vamos economizar nenhum recurso para diminuir esse tempo de parada", disse ela em publicação nas redes sociais.

VEJA MAIS

[[(standard.Article) Inflação em Porto Alegre é quase o dobro da média do país]]

image Vereador é preso por suspeita de desvio de doações ao RS
Operação investiga desvio de doações para vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul

image Governo federal vai pagar salários a trabalhadores do RS atingidos pelas enchentes
O programa prevê o pagamento de dois meses de salário mínimo a mais de 430.253 trabalhadores com carteira assinada de empresas do Rio Grande do Sul afetadas diretamente pelas enchentes de maio.

Enquanto isso, pousos e decolagens foram realocados para a base aérea de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre. A operação emergencial, contudo, não é suficiente para absorver todos os voos.

"A apreensão é grande em relação à economia de forma geral. Pelo aeroporto chegam empresários, executivos e turistas. A Serra Gaúcha e o turismo do Rio Grande do Sul estão muito impactados", disse Ernani Polo, secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Sul, durante vistoria ao aeroporto nesta terça-feira, 11.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL