Clínicas poderão oferecer vacina da Pfizer, que teve registro definitivo aprovado

Imunizante teve aprovação da Anvisa e pode ser oferecido a toda a população

Redação Integrada com informações do UOL

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira, 23, o registro definitivo solicitado pela Pfizer para a vacina contra a covid-19. É a primeira vacina para a doença com esse tipo de homologação.

A vacina da Pfizer pode, agora, ser aplicada em toda a população brasileira, mas o laboratório ainda não assinou contrato de venda com o Ministério da Saúde.

A Anvisa havia aprovado apenas o uso emergencial das vacinas CoronaVac e Oxford/AstraZeneca.

De acordo com as regras da Anvisa, o registro definitivo permite que a vacina seja distribuída em postos de saúde e vendidos em clínicas particulares. 

O pedido para registro definitivo foi pedido pela Pfizer à Anvisa no dia 6 de fevereiro. A agência tinha prazo de 60 dias para dar a resposta.

Com a autorização, empresas podem comprar vacina para imunizar os funcionários e reduzir as chances de parar a produção.

O consumidor final pode pagar caro, em um primeiro momento, para comprar a vacina, como aconteceu com os testes para a covid.

LEIA TAMBÉM

- Única dose de vacina da Pfizer ou AstraZeneca reduz risco de internação

 

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL