Médicos em greve: UPA da Marambaia segue sem funcionamento nesta quarta-feira (9)

Pacientes que buscam atendimento voltam para casa, frustrados

Dilson Pimentel

Pacientes que procuram a Unidade de Pronto Atendimento da Marambaia, em Belém, estão voltando sem atendimento, nesta quarta-feira, 9. A informação é de que os médicos estão em greve desde o final de setembro. A categoria afirma estar sem receber seus salários desde agosto. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) garante que está tomando providências junto à organização social para regularização até a semana que vem.

A autônoma Patrícia Brito, 46 anos, chegou à UPA, na rua Maravalho Belo, por volta das 9 horas desta quarta-feira (9). A filha dela, de 21 anos, está com dores no corpo desde o dia anterior. Também tem febre e a garganta está inflamada. "Só disseram que os médicos estão em greve", disse. "Vou para Icoaraci. É o jeito", afirmou. O deslocamento até a outra unidade de saúde representa, para Patrícia, um gasto adicional no orçamento.

A autônoma Patrícia Brito lamenta ter que mexer no orçamento para buscar atendimento longe de casa, em Icoaraci. (Ivan Duarte / O Liberal)

A dona de casa Tânia do Socorro Lisboa, 52 anos, veio da Unidade Básica de Saúde da Marambaia, na avenida Augusto Montenegro e foi encaminhada para fazer um raio-x na boca. Ela também lamenta o não funcionamento da unidade. "É problema de gengiva. Estou sem comer. Como e dói. Aqui dizem que não tem médico. É melhor fechar então", disse. "Se tivesse dinheiro eu ia para outra UPA. Mas não tenho. Vou voltar pra casa", afirmou.

A todo momento chegam pacientes na UPA, mas não conseguem atendimento.

VEJA MAIS

Médicos das UPAs da Marambaia e Jurunas estão em greve; paralisação afeta serviço de saúde
Em nota, a Sesma diz que as unidades estão abertas e atendendo casos graves e moderados

Médicos da Upa reclamam de atrasos no pagamento dos salários
Os profissionais da saúde afirmam que estão desde o mês agosto sem receber remuneração

Médicos da Upa reclamam de atrasos no pagamento dos salários
Os profissionais da saúde afirmam que estão desde o mês agosto sem receber remuneração

No dia 4 deste mês, Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) informou, em nota, que as UPAs estão abertas e atendendo casos graves e moderados, de acordo com o Protocolo de Manchester. O órgão também cita que a administração dos serviços é pela Organização Social (OS), que é responsável pela contratação dos médicos, que estão com os seus salários atrasados há 60 dias.

"A Sesma ressalta que há um atraso de repasses para a OS, mas que contratualmente isso não justifica o atraso no pagamento dos médicos. A Sesma reforça, ainda, que o repasse do recurso será regularizado a partir da próxima semana", comunicou o órgão.

Em nota, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Pará informou que notificou a Sesma sobre a demora no pagamento do salário dos profissionais.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM