Jovem com síndrome de Down se forma no nível superior em Belém

Graduada em Gestão de Recursos Humanos, Marina Gutierrez Nunes Viana (19) já faz planos para começar a trabalhar

João Thiago Dias

A belenense com síndrome de Down Marina Gutierrez Nunes Viana, de 19 anos, se formou, na tarde desta quarta-feira (20), em Gestão de Recursos Humanos, pela Faculdade Estácio, em Belém. Segundo o levantamento mais atualizado do Movimento Down (site referência sobre a temática do Brasil), ela é a primeira paraense Down a concluir os estudos no nível superior que se tem notícia. 

Em cerimônia realizada na unidade da avenida José Malcher, pais, irmão e avós prestigiraram a jovem. Ela pretende começar a trabalhar na área, a partir da próxima semana, na empresa de seu pai. "Estou muito feliz e não achei difícil cursar faculdade. Quero trabalhar com meu pai e fazer cursos de maquiagem", contou Marina. 

Para Marília Gutierrez, a mãe, o mérito precisa ser comemorado após tanta dedicação. "Tivemos muita dificuldade nesses dois anos de curso, mas ela sempre foi esforçada. Na época do vestibular, expliquei que ela deveria se dedicar. A partir disso, se dedicou mesmo. Leu, escreveu redação. Tem um potencial enorme", disse. 

Marina comemora com a mãe colação de grau (Cláudio Pinheiro / O Liberal)

 

Marina prestou vestibular para três instituições particulares da cidade em 2016, mas, em conversa com a família, optou pelo único que poderia ser cumprido de manhã. "Buscamos um que não fosse tão longo, porque não sabíamos como poderia ser. E também porque ela poderá trabalhar em empresas, que é vontade dela", acrescentou a mãe da jovem.

Francisco Viana, o pai, festejou lembrando que o sucesso da filha se deve muito ao gosto pela leitura. "Ela lê uns 15 livros por ano. Por isso se deu bem na redação do vestibular. Estudou em escola regular, no Colégio Adventista. E, aos cinco anos, aprendeu a ler", lembrou. "Que possa ser exemplo para as pessoas especiais que sonham em conseguir um diploma de gradução", destacou. 

OUTRAS FORMANDAS

Além de Marina, mais duas jovens com síndorme de Down se formam este ano em curso superior no Pará. Amanda Falcão Pereira (22) se forma nesta quinta-feira (21), em Ciências Biológicas, na unidade da Estácio em Castanhal, às 20h, na Catedral Santa Maria Mãe de Deus (Castanhal).

Há quatro anos, ela supera obstáculos para conseguir se formar junto com o restante da turma. Moradora do município de Santa Izabel, foi acompanhada em sala de aula e nas atividades por um membro da família. Também contou com acompanhamento pedagógico e psicológico. 

Em agosto, será a vez de Ana Rita Fernandes (21), estudante do curso de Design de Moda, na Estácio Doca, em Belém. Após a formatura, ela quer se dedicar para uma especialização em fotografia. “O curso me fez conquistar uma independência maior, o que me fez acreditar que poderia ir mais longe”, enfatizou a estudante.

Palavras-chave

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM