Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Hemopa encerra campanha de doação de sangue no Palácio do Governo, em Belém

Das 8h às 15h, um caminhão da instituição estará estacionado na sede do palácio, coletando sangue de servidores estaduais

O Liberal

"Solidariedade é doar sangue o ano inteiro". Este é o tema da campanha realizada pela Fundação Hemopa em homenagem aos doadores de sangue durante o mês de novembro na Região Metropolitana de Belém (RMB). Nesta terça-feira (30), a instituição encerra a campanha, com ação estratégica no Palácio do Governo, na avenida Doutor Freitas, das 8h às 15h, que conta com a coleta de sangue dos servidores da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), Ouvidoria-Geral do Estado, Gabinete do Governador, Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac), Casa Civil e Casa Militar.

Durante a campanha, que é alusiva ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, celebrado no último dia 25, já haviam sido coletadas, até sábado (27), 4.937 bolsas de sangue, que vão beneficiar cerca de 19.750 pacientes internados na rede hospitalar. A meta da ação realizada no Palácio do Governo é atingir pelo menos 50 doações de servidores, de acordo com Luis Felipe Oliveira, assistente social da Fundação Hemopa.

Ele explica que, durante a pandemia, o número de doações de sangue caiu bastante, por conta das restrições e do receio dos doadores em sair de casa. No entanto, a demanda transfusional cresceu, e por isso a instituição teve dificuldades para realizar o estoque de bolsas de sangue. "É importante fazer essa doação, principalmente no período de pandemia, porque tem pacientes que precisam de sangue a vida inteira, então eles não podem ficar sem receber", afirmou Luis Felipe Oliveira.

Antes de iniciar o expediente, a coordenadora de núcleo da Casa Civil, Thais Gaspar, já estava aguardando para fazer a sua doação de sangue. Ela conta que já é doadora há anos, mas que depois que a filha nasceu, em 2018, com uma cardiopatia congênita, ficou ainda mais sensibilizada com a causa. "Ela precisou ser operada com cinco dias de vida, às pressas, e necessitou de bastante doação de sangue, tomou várias bolsas no tempo em que ficou na UTI. Mais do que nunca eu vi o quanto esse gesto é necessário quando a gente está lá, com um parente, precisando", ressaltou.

Como doar

Para doar é simples. Os interessados precisam seguir os critérios básicos: ter entre 16 e 69 anos — menores de idade devem estar acompanhados do responsável legal —, pesar mais de 50 kg e estar em boas condições de saúde. Também é necessário que o doador não esteja em jejum no momento da doação. Para o cadastro, é obrigatório apresentar um documento de identificação oficial, original e com foto (RG, CNH, passaporte ou carteira de trabalho).

"Quem teve covid-19 pode doar depois de 30 dias do último sintoma. Quem está com suspeita de covid deve aguardar pelo menos 14 dias para doar. Quem tomou as vacinas da Coronavac poderá doar depois de 48h, e quem tomou Pfizer ou Astrazeneca, após sete dias", pontuou Luis Felipe Oliveira.

Com o fim da campanha itinerante, quem desejar doar sangue poderá procurar um dos três pontos de coleta da Fundação Hemopa. Um deles é a sede do hemocentro, que fica localizada na travessa Padre Eutíquio, no bairro Batista Campos. Os outros dois ficam nos shoppings Pátio Belém (de segunda à sexta-feira, das 10h às 16h) e Castanheira (de segunda à sábado, das 7h30 às 18h).

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM