Especialista aponta aumento nos casos de sintomas gripais em Belém

A alta seria pelos recentes eventos que ocorreram no mês de outubro; além disso, a população tem tido dificuldade em encontrar testes gratuitos na capital

Camila Azevedo

Um aumento no número de pessoas com sintomas gripais tem sido observado nas últimas semanas, em Belém. A constatação foi comentada pelo infectologista Alessandre Guimarães, que atende em um hospital público da capital. Ele explica que esse cenário é por conta de eventos recentes do mês de outubro, onde aglomerações possibilitam infecções virais por meio de gotículas ou via aérea. Além disso, a falta de testagem gratuita oferecida pelo sistema público também é um fator sentido pela população, que busca pelo recurso em pontos que já estão desativados. A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) nega que haja algum tipo de aumento de casos de covid-19 ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

De acordo com Alessandre, a alta nos números é sentida tanto na rede pública, quanto na privada e tem relação. “Temos observado um aumento expressivo de um modo geral na população após esse período referente ao Círio de Nazaré a outras procissões e reuniões. E, também, coincidiu com o período eleitoral, com muita campanha, aglomerações, comícios e etc”, afirma.

As farmácias passaram a ser uma opção dentro do quadro de falta de testes. De acordo com o infectologista, “a gente sabe que não está sendo disponibilizada a testagem em massa como estava no auge da pandemia, os locais são restritos. Muitos enfermos até procuram fazer testes em farmácia, que tem também relatado que de cada 10 testes feitos, cerca de 50% destes estão com positividade para covid-19”, relata.

Cuidados devem ser mantidos, diz médico

Apesar de o cenário ainda não ser possível de ser visto em números, os dados das próximas semanas epidemiológicas devem mostrar a totalidade do cenário vivido atualmente. Alessandre reforça que os cuidados com as medidas de segurança contra a covid-19 devem ser reforçados. 

“A recomendação que fica é que as pessoas que têm comorbidade, idosos, gestantes, pessoas que têm algum grau de vulnerabilidade clínica, os imunossuprimidos, devem procurar se proteger evitando aglomerações, higienizando as mãos corretamente, usando máscaras, principalmente, a de dupla proteção, para que a gente consiga minimizar os riscos da forma grave da doença sobre aqueles que estão com seu esquema vacinal parcialmente completos”, finaliza o médico.

URE Doca não oferece mais testagem para diagnóstico da covid-19

A equipe de reportagem visitou a Unidade de Referência Especializada (URE) da avenida Visconde de Souza Franco, na manhã desta terça-feira (25), e constatou que o local não realiza mais o diagnóstico da covid-19. Funcionários do local relataram que o ponto não oferece o serviço há cerca de um mês e, diariamente, a população tem buscado atendimento, encontrado o sistema desativado.

Foi o caso da pensionista Nancy Sodré, de 75 anos, que está com sintomas gripais desde os dias seguintes do Círio. “Começou com uma dor no corpo, aquela moleza. Eu sou uma pessoa muito ativa. Aí, fiquei arriada três dias, tudo doía, eu estava febril. Depois disso, minha filha disse para eu ir ao médico e eu fui, ele pediu uma chapa de pulmão e deu pneumonia”, desabafa. 

Mesmo com o tratamento, os sinais não foram embora: Nancy reclama da constante rouquidão. Para ela, o jeito terá que ser recorrer a testagem paga, uma vez que a pressa em saber o diagnóstico é para proteger a família. “Me disseram que aqui faz o teste [na URE], mas não mais, vou ter que ir na farmácia ver quando que é e tentar fazer. Esperava que estivessem fazendo aqui. Teve o Círio, fui pra Trasladação. Continuo usando máscara, mas é inevitável o tumulto", finaliza Nancy. 

Nota da Sespa na íntegra

Em nota divulgada na manhã desta terça-feira (25), a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) informou “que o Pará não registra aumento de casos ou internações por Covid-19 ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).  Sobre os pontos de testagem, a Sespa esclarece que o município é responsável por realizar os testes de covid”.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BELÉM

MAIS LIDAS EM BELÉM