Cruz Vermelha divulga balanço de atendimentos

Representante aponta algumas das principais dificuldades para o trabalho dos voluntários, ao longo de 1.360 atendimentos

Redação Integrada

A Cruz Vermelha Brasileira no Pará divulgou, na manhã desta segunda-feira (28), o balanço final da atuação durante as procissões do Círio de Nossa Senhora de Nazaré. A instituição registrou 1.360 atendimentos durante as 12 romarias em que atuou. A Grande Procissão, no dia 13, teve 759 atendimentos. A Trasladação, no dia anterior, teve 260 atendimentos. Foram as que registraram maior número de ocorrências.  

A maioria dos atendimentos foram desmaios, ferimentos contusos, hipoglicemia (baixa concentração de glicose no sangue) e hipertensão arterial. Os casos, mas graves foram por ferimentos por arma branca, descarga elétrica e fraturas. 

Carlos Moraes, representante da Cruz Vermelha, aponta alguns dos principais desafios para os atendimentos deste ano. E uma delas foi recorrente na grande procissão do domingo: a quantidade de carros estacionados nas vias transversais. "Isso dificulta o fluxo das ambulâncias, principalmente nos casos de remoção imediata do paciente. Fazemos atendimento nos postos e tivemos êxito em resolver muitos casos lá, mas às vezes é preciso fazer a transferência para um hospital de retaguarda", disse.

Um dos casos mais graves e emblemáticos deste ano foi o resgate de uma paciente que foi eletrocutada num poste, na avenida Nazaré, próximo à rua Doutor Moraes. Carlos também criticou a insistência das pessoas em querer cortar a corda e levar armas brancas para as procissões. Já é arriscado estar com esses objetos. E só piora quando acidentes acontecem.

Outra preocupação do representante da Cruz Vermelha é o descuido com as crianças. No Círio, 12 crianças foram encontradas. Nenhuma com documentos ou pulseirinhas de identificação. Nem mesmo algum cartão de contato.

Há 38 anos, a Cruz Vermelha coordena os atendimentos no Círio. É um trabalho integrado com a Prefeitura de Belém, Governo do Estado, Governo Federal e empresas privadas. Neste ano, foram 5,2 mil voluntários.  

Confira o balanço em detalhes:

- Transporte dos Carros

Dia: 09/10/2019.

Numero de atendimentos: 9.

- Atendimentos aos peregrinos

Período: 10 a 12/10/2019.

Número de atendimentos: 236

- Traslado para Ananindeua

Dia: 11/10/2019.

Número de atendimentos: Nenhum

- Romaria Rodoviária

Dia: 12/10/2019.

Número de atendimentos: Nenhum.

- Romaria Fluvial – Posto CDP

Dia: 12/10/2019.

Número de atendimentos: 12.

- Moto Romaria

Dia: 12/10/2019.

Número de atendimentos: Nenhum

- Trasladação

Dia: 12/10/2019.

Numero de atendimentos: 260.

- Círio (grande procissão)

Dia: 13/10/2019.

Numero de atendimentos: 759.

- Círio Musical

Período: 13 a 26/10/2019

Número de atendimentos: 22

- Ciclorromaria

Dia: 19/10/2019.

Número de atendimentos: 1.

- Romaria da Juventude

Dia: 19/10/2019.

Número de atendimentos: 41

- Romaria das Crianças

Dia: 20/10/2019.

Número de atendimentos: 8

- Romaria dos Corredores

Dia: 26/10/2019.

Número de atendimentos: Nenhum

- Procissão da Festa

Dia: 27/10/2019.
 
Número de atendimentos: 1.

- Show Pirotécnico

Dia: 27/10/2019  

Número de atendimentos: 4.

- Recírio

Dia: 28/10/2019.

Número de atendimentos: 7

Fonte: Cruz Vermelha Brasileira Pará.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM