Comunidade denuncia precariedade em escola do Guamá

As meninas precisam ir em duplas aos banheiros, pois uma precisa segurar a porta para a outra. Há problemas de iluminação e ventilação

Victor Furtado

A escola municipal Professor Francisco da Silva Nunes, no bairro do Guamá, precisa de muitas reformas. É o que denuncia a comunidade escolar, que cansou de ver os alunos sendo submetidos a condições precárias e inadequadas ao processo de ensino e aprendizagem. Há uma série de problemas, mas alguns dos mais urgentes envolvem a iluminação e a ventilação. Até semana passada, os bebedouros não funcionavam, mas essa demanda já foi atendida.

Na maioria das salas, os ventiladores não funcionam. E nem as centrais de ar das salas já climatizadas. Também faltam lâmpadas em muitos bocais de luz. As janelas não abrem totalmente para garantir ventilação e luminosidade suficientes. Várias fotos foram enviadas à Redação Integrada de O Liberal, por membros da comunidade escolar, que preferem não ser identificados por temerem represálias.

Muitos bocais estão sem lâmpadas. E ventiladores não funcionam. Nem as centrais de ar das salas já climatizadas. (WhatsApp O Liberal)

Entre os problemas relatados, os banheiros estão com defeitos diversos. Mas no banheiro feminino, geralmente as alunas preferem ir em duplas. Assim, uma segura a porta para a outra. Duas salas estão interditadas, sendo uma a antiga secretaria — que está com bolhas grandes nas paredes pelas infiltrações, que são um problema em praticamente toda a escola — e outra era uma sala de aula, transformada num depósito.

A antiga sala da secretaria foi interditada por estar com riscos estruturais, provocados pela infiltração. (WhatsApp O Liberal)

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação de Belém (Semec) informou que "...a Escola Professor Francisco da Silva Nunes, no Guamá, está no processo licitatório da Manutenção Predial 2020. O processo encontra-se em fase final e as obras serão iniciadas nos próximos meses. A Semec ressalta que as fotos foram tiradas no final do semestre passado e que a escola passou por pintura para o início do ano letivo. A Secretaria preza pela qualidade de ensino dos alunos e acrescenta que serão realizados todos os reparos necessários".

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM