Chuva, escuridão e estrutura precária travam aulas no Bengui

Escola Maria Luiza da Costa Rego ainda não conseguiu iniciar o turno da noite por uma série de dificuldades estruturais

Victor Furtado

Ainda não começou o ano letivo noturno da escola estadual Maria Luiza da Costa Rego, no bairro do Bengui. Diariamente, estudantes têm perdido aulas por diversos problemas que envolvem a infraestrutura da unidade. Muitas salas estão sem lâmpadas e sem ventilação. Há goteiras em vários pontos, deixando o piso molhado e estragando carteiras. Os banheiros estão quebrados. O mato alto ocupa áreas que poderiam ser de lazer.

Por conta das goteiras nas salas e ausência de lâmpadas e ventilação, em dias de chuva, não há como ter aula. Nos últimos dias, com chuvas constantes e prolongadas, ainda não houve aula. Basta fechar o tempo para os alunos serem dispensados. Nem há como ficar. Todos iriam se molhar. "Há três anos, deram uma pintura para disfarçar. Mas só foi piorando. Está pior que um presídio. No ano passado, o governador disse que a verba estava pronta para a reforma", reclamou o educador Diorde Corrêa. O filho dele estuda lá.

Ainda que caso os alunos e trabalhadores queiram sair debaixo de chuva, podem se molhar por causa do buracos no telhado da passarela principal da escola e piscinas que se formam na frente da unidade.

A direção da escola tem feito reuniões com familiares e trabalhadores da unidade, tentando explicar que medidas estão sendo tomadas. Mesmo assim, a comunidade se cansou e protocolou uma reclamação no Ministério Público do Estado do Pará (MPPA). No documento, a Associação dos Moradores do Bengui (Amob) aponta que vem formalizando reclamações sobre as condições da escola desde 2015.

"Acredito que só 50% ou 60% das salas tenham condição de funcionar. Uma vergonha chamar de escola", criticou Diorde. A situação da unidade, desde 2015, é motivo de protestos da comunidade escolar. Caso medidas não sejam tomadas, novas manifestações podem voltar a ocorrer.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou que "...as obras na Escola Maria Luiz da Costa Rego já estavam previstas no cronograma da Secretaria para 2020 e irão iniciar nos próximos dias. A Seduc esclarece que as aulas do turno da noite serão retomadas ainda esta semana e o calendário de reposição vai iniciar na segunda-feira (17). A escola possui 1.331 alunos".

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BELÉM