Audiência pública analisará reforma do Ver-o-Peso

Encontros públicos vêm sendo feitos desde 2016, mas a grande reforma esperada ainda não saiu do papel

Victor Furtado, com informações do MPF

As propostas de reforma do complexo do Ver-o-Peso serão analisadas, na tarde desta terça-feira (23), em uma audiência pública. O evento foi convocado pelos ministérios públicos Federal (MPF) e do Estado do Pará (MPPA). Qualquer pessoa pode participar do encontro, que tem 200 vagas disponíveis.

LEIA MAIS:

A ideia do MPF e do MPPA é que, principalmente, os usuários direitos do complexo sejam ouvidos. Isso inclui os trabalhadores e consumidores. Órgãos públicos e organizações do terceiro setor, ligados à preservação e gestão do patrimônio histórico e cultural, também terão vez.

Entre as informações que o MPPA e o MPF pretendem coletar, estão as condições de funcionamento atuais e medidas previstas para curto, médio e longo prazos.

O Ver-o-Peso, somando a feira, o mercado de carne e o mercado de peixe, tem um total de mais de 30 mil metros quadrados de área. Diariamente, circulam cerca de 50 mil pessoas. Há uma média de 1,5 mil trabalhadores diretos. Por isso, qualquer reforma, que pode prejudicar a movimentação econômica, precisa ser muito bem planejada.  

Estão previstas três horas de discussões e coleta de sugestões e críticas às propostas de reforma do Ver-o-Peso. Será das 15 às 18 horas, no auditório Nathanael Farias Leitão, na sede do MPPA, que fica na rua João Diogo, nº 100, bairro da Campina.

Essa não é a primeira audiência pública para tratar de reformas para o complexo mercadológico cartão postal de Belém. No entanto, devido à importância econômica e afetiva do espaço para a capital, além da proteção patrimonial, a aprovação de propostas é lenta. Pouca coisa sai do papel. As reformas mais amplas são discutidas desde 2016.

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!