Após domingo sem água em cinco bairros, Cosanpa anuncia coletiva para dar explicações

Moradores reclamam também da qualidade do serviço fornecido

Redação Integrada

A Companhia de Saneamento do Pará  (Cosanpa) realiza nesta segunda-feira, 15, coletiva de imprensa para esclarecer a sociedade sobre questões referentes à falta de água em Belém. A entrevista será na sede da Companhia, na avenida José Bonifácio, entre as avenidas Magalhães Barata e Governador José Malcher, às 14h30.

O abastecimento de água nos bairros da Pedreira, Telégrafo, Sacramenta, parte do Barreiro e Marco foi paralisado neste domingo, 14, para recuperação da cisterna, segundo a Cosanpa. Os moradores tiveram que aguardar, durante o dia, o retorno do serviço para realizar atividades cotidianas como lavar louça, lavar roupa, escovar os dentes e tomar banho. Foi o caso da promotora de vendas Cristina Vale, de 36 anos, que criou formas de planejar alternativas para a utilização de água quando o fornecimento é cortado.

"Isso está acontecendo de forma frequente, não foi apenas hoje. Você pode perguntar por todo o bairro da Pedreira. A água vem e volta, de forma imprevisível. A Cosanpa disse que voltaria meio dia, mas não foi o que aconteceu. Por isso, eu encho logo vários baldes para armazenar a água e poder tomar banho ou lavar roupa. Não sei como é possível uma cidade como Belém viver desse jeito. Esse problema tinha que ser resolvido logo", cobra das autoridades.

Além da inconstância do serviço, a qualidade da água fornecida também preocupa a população do bairro da Sacramenta. "Ela vem e vai, vai e vem. Faltou pela manhã, depois voltou e, em seguida, faltou de novo. Mas quando retornou, veio amarelada, barrenta, horrível. Ninguém se sente seguro pra utilizar uma água como essa, que parece estar suja, podendo até causar doenças", reflete o pedreiro Elivaldo Pontes, de 40 anos.

Na página da Cosanpa na rede social Twitter, outras pessoas manfestaram insatisfação com a falta de água. "Pedreira sem água.Vida dura a nossa. Imagine se não morássemos cercados por rios de água doce!
Sábado e hoje sem água", disse o internauta Adilson Barbosa. "Tô sem água aqui na Sacramenta. Quando vai normalizar o serviço?", questionou o usuário William Luz

Belém
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!