Vereadora é abraçada e beijada à força durante sessão na Câmara de Florianópolis; vídeo

Carla Ayres (PT) discutia um projeto de lei com Marquinhos da Silva (PSC), quando foi abordada pelo vereador. Após a repercussão, Marquinhos pediu desculpas

O Liberal
fonte

Câmeras que transmitiam a sessão da Câmara Municipal de Florianópolis nesta quarta-feira (7) mostraram o momento em que um vereador abraçou e beijou à força uma colega de parlamento. Carla Ayres (PT) discutia um projeto de lei com Marquinhos da Silva (PSC), quando foi abordada pelo vereador. Ele a puxa pelo braço e se levanta, enquanto a vereadora tenta sair. Na sequência, Marquinho a abraça por trás e beija seu rosto à força. 

VEJA MAIS

image ‘Deus me deu, Deus tomou', diz Gabriel Monteiro após ter mandato de vereador cassado
Respondendo a denúncias, entre elas estupro e prática de assédio moral e sexual contra assessores do mandato, Monteiro concorre a uma vaga na Câmara dos Deputados

image Vereador e ex-PM Gabriel Monteiro vira réu por assédio e importunação sexual
Embora seja duas vezes réu, o político ainda não teve mandato cassado pela Câmara do Rio de Janeiro

image Assédio: Conselho de Ética da Alesp abre processo de cassação de Fernando Cury
O parlamentar foi flagrado pelas câmeras da Alesp no dia 1º de dezembro colocando a mão na lateral dos seios da deputada Isa Penna (PSOL), que o acusa de assédio sexual

As imagens foram publicadas pela própria vereadora, em suas redes sociais. "No dia em que aprovamos a Procuradoria da Mulher na Câmara Municipal de Florianópolis, mais uma cena de assédio que precisamos lutar para que não ocorra nas ruas e nos parlamentos do nosso país. Não é brincadeira se só um riu", escreveu Carla Ayres, recebendo o apoio de várias pessoas, inclusive outros vereadores de municípios localizados em Santa Catarina.

Em nota divulgadas nas redes sociais, Marquinhos da Silva disse estar triste pela "notícia de acusação de assédio". Ele admitiu ter abordado a vereadora "de maneira inconveniente, sem a sua autorização" e pediu desculpas pela atitude.

Veja a nota do vereador Marquinhos na íntegra

Recebo com tristeza a notícia de acusação de assédio contra uma colega, vereadora Carla Ayres, na sessão desta quarta-feira (7), da Câmara Municipal de Florianópolis, com quem, apesar de divergências políticas, sempre demonstrei imenso carinho e respeito, dentro e fora do plenário.
Reconheço meu erro em abordar a vereadora de maneira inconveniente, sem a sua autorização, e diante disso peço minhas sinceras desculpas a ela e a todas as mulheres que se sentiram ofendidas pelo meu ato. Ressalto que em nenhum momento agi de maneira má-intencionada, porém, fui infeliz em invadir o seu espaço.
Levarei essa atitude equivocada como um aprendizado, compreendendo essa situação e repudiando toda forma de assédio. Sempre fui um defensor e incentivador da participação da mulher na política, sendo criador do projeto que fomenta a participação feminina na política, tendo o "Dia da Mulher na Política", celebrado 8 de março (caso sancionada, denominada Lei Olga Brasil da Luz).
Espero que a nobre vereadora, da qual tenho enorme apreço, aceite meu pedido de desculpas.

 

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA