Uso de cadáveres para treinamento de cães de resgate avança na Câmara

Família teria prazo de 30 dias para reclamar corpo de parentes, diz a proposta a ser avaliada no plenário

O Liberal
fonte

Na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), a Comissão de Constituição e Justiça e (CCJ) aprovou, na terça-feira (28), o projeto sobre a destinação de cadáveres não reclamados pela família. A medida valeria inclusive para membros amputados sem identificação. O texto ainda será analisado pelo plenário da Casa.

A proposta sugere que haverá um prazo de 30 dias para familiares reclamarem os corpos do parentes. Depois disso, os cadáveres podem seguir para as instituições de ensino e pesquisa e também para treinamento de cães por bombeiros e policiais. Neste caso, eles serão utilizados para simulações de resgate.

VEJA MAIS

image Câmara permite clubes de tiro a menos de 1 km de escolas ao derrubar decreto de Lula
Aprovação é um acordo entre oposição e base do governo

image Câmara aprova projeto que taxa em 20% compras internacionais de até US$ 50
A alíquota de 20% sobre o e-commerce estrangeiro é um "meio-termo" e substituiu a ideia inicial de aplicar uma cobrança de 60% sobre mercadorias que vêm do exterior e custam até US$ 50

image Cadastro de condenados por violência contra mulher avança na Câmara
Plenário da casa aprovou regime de urgência para tramitação do projeto

A proposta também criminaliza o comércio desses corpos, com pena de até oito anos de reclusão e multa. As instituições que violarem as determinações poderão ser fechadas de maneira permanente. E fica proibida a utilização em caso de morte causada por crime.

Segundo o relator da proposta, deputado Diego Garcia (Republicanos-PR), o projeto corrige uma falha na lei atual ao aumentar o número de locais aptos a receberem os cadáveres. “(A autorização) possibilitará a prática de um serviço público essencial, em suas atividades de localização, busca e resgate de pessoas vivas ou mortas”, afirma.

As condições de segurança e bem-estar desses animais, durante esse tipo de missão, são tema de um outro projeto em tramitação na Câmara.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA