TV Liberal realiza primeiro debate entre candidatos ao Governo do Pará

Helder Barbalho, Zequinha Marinho, Adolfo Oliveira, Major Marcony e Dr. Felipe se confrontam hoje a noite, após a novela Pantanal

Daleth Oliveira

A TV Liberal, afiliada à Rede Globo, realiza na noite de hoje (27) o debate com candidatos a governador do Pará. O evento será ao vivo, após a novela Pantanal, e também será transmitido pela TV Tapajós, do oeste paraense, G1 e Globo Play.

O debate será dividido em quatro blocos e baseado em perguntas entre os candidatos. Em dois dos blocos, os temas das perguntas serão sorteados. Nos outros, os políticos poderão perguntar sobre qualquer assunto. Na última etapa, os candidatos poderão fazer suas considerações finais.

VEJA MAIS

Veja a agenda dos candidatos a governador desta terça-feira (27/09)

Candidato ao Senado, Mário Couto é entrevistado hoje pelo Grupo Liberal
Represente do PL encerra rodada de entrevistas com candidatos ao Senado

Foram convidados os candidatos: Helder Barbalho (MDB), Zequinha Marinho (PL), Adolfo Oliveira (PSOL), Major Marcony (Solidariedade) e Dr. Felipe (PRTB). O jornalista Fabiano Villela, que mediará o debate, explicou o critério do convite da TV Liberal.

“O critério é a representatividade dos partidos no Congresso. Então, os quatro candidatos com representatividade participam do debate: Helder, Marcony, Adolfo e Zequinha. A quinta vaga foi definida de acordo com a última pesquisa do Ipec, divulgada no último sábado, analisando qual candidato foi o melhor colocado entre aqueles cujos partidos não têm representantes no Congresso, que no caso, foi o Dr Felipe”, esclareceu.

'Nada deterá minha disposição de seguir em frente', diz Ciro ao reafirmar candidatura
Candidato à Presidência fez um pronunciamento à nação nesta segunda-feira

Por incompatibilidade de agenda, Bolsonaro cancela entrevista com pool de veículos da Amazônia
Os candidatos Ciro Gomes (PDT), Felipe D'Ávila (Novo) e Soraya Thronicke (União) participaram do projeto 'Propostas para a Amazônia'

Entre os 20 temas escolhidos para serem sorteados nas perguntas estão administração pública, economia, educação, energia, saúde, segurança e transporte público. Cada pergunta será seguida de uma resposta, réplica e tréplica. Caso algum candidato se sinta ofendido ao decorrer do debate, poderá pedir direito de resposta.

Para o gestor de jornalismo da TV Liberal, Carlos Bonatelli, pontuou que o debate será ao vivo, em horário nobre e sem interferência do veículo. “A dinâmica do debate não tem influência nenhuma da TV. O mediador está ali apenas para fazer cumprir as regras. Ele não interfere em nenhuma colocação, a não ser quando algum candidato pede um direito de resposta. Nesse caso, o jurídico da emissora vai analisar se concede o direito ou não. Nos demais, ele só conduz a dinâmica do já combinada em reunião anterior com os representantes dos partidos”, descreveu.

Este é o primeiro debate entre os políticos do Estado antes do primeiro turno, no dia 2 de outubro. Fabiano falou da importância da programação para a escolha dos eleitores. “É a oportunidade dos candidatos apresentarem as propostas frente a frente, ao vivo, o que permite um confronto de ideias. Assim, o eleitor vai ter a chance de conhecer melhor os postulantes ao Governo do Estado e decidir o voto de forma consciente. O debate fortalece a democracia de uma eleição e a gente espera que os candidatos utilizem o tempo  para apresentar propostas, sem qualquer tipo de ofensa aos adversários”, finalizou.

Palavras-chave

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA