TRE divulga desempenho de votação de deputados estaduais

Miro Sanova foi o parlamentar reeleito mais bem votado da Alepa em 2018

Roberta Paraense

A Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) manteve 19 parlamentares na Casa que foram reeleitos no Pleito de 2018 para o quadriênio 2019-2022. Destes, 16 tiveram maior votação, em relação as Eleições Gerais de 2014. Mas, a lista de desempenho eleitoral, divulgada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aponta que apenas três deputados estaduais ficam com a votação inferior ao Pleito de 2014. No entanto, o atual do Parlamento paraense é de renovo. Mais da metade do atual Legislativo é de caras novas, com 53% de renovo.

O deputado estadual Miro Sanova (PDT) foi o que teve o maior desempenho de votos nas eleições passadas. Ele se reelegeu com 28.245 votos a mais. No pleito de 2014 sua votação foi de 24.374. Já ano passado, ele dobrou o número de votos, com 52.619, o que corresponde a 115,88% de desempenho eleitoral. Em seguida, Dr. Jaques (PSC) foi o deputado que se reelegeu com o segundo maior desempenho nas urnas. Em 2014 ele conquistou 12.952 votos, já em 2018, 25.022, representando 93% de desempenho eleitoral.

Por outro lado, a deputada estadual Ana Cunha (PSDB) foi a parlamentar que mais perdeu eleitores. Em 2014 ela teve 50.491 votos, e em 2018, 41.610. Ou seja, seu desempenho nas urnas caiu -17,59%.  O emedebista Marinho Carmona também teve um número de votação menor em 2018, que em 2014. Entre os pleitos, ele teve menos 2.440 votos.

Segundo os especialistas, historicamente, as Assembleias Legislativas no Brasil,  renovam as Casas com  cerca de 45% a 50% de seus parlamentares de um mandato para outro. O doutor em ciência política e professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Edir Veiga avalia a votação do ano passado como uma resposta dos eleitores paraenses nas urnas. "A população de uma forma geral tentou renovar o quadro político no País.  E no Pará não foi diferente. A população está descrente do Legislativo", comenta.

O especialista destaca que no Brasil não há uma identidade entre partidos e siglas políticas, por isso, para ser reeleito, o deputado precisa manter um seguimento de trabalho para não cair no esquecimento. "Geralmente, os deputados não mantém uma linha de trabalho específica. E por isso, as pesquisas apontam que depois de dois anos, o eleitor não se lembra mais em quem votou para o Legislativo por falta de uma identidade", explica Edir Veiga.  

O doutor garante que para a reeleição, é preciso que o parlamentar crie bases ao longo dos quatro anos de mandato. "Os deputados que se reelegem são aqueles que mantém conexão com os eleitores: os de igrejas evangélicas, os que são ligados a prefeitos e prefeituras, ou os que têm um trabalho dentro de uma sociedade civil de classe, como os sindicatos e colônia de pescadores, por exemplo", ressalta Veiga.

O crescimento das plataformas digitais também é um aliado às reeleições dos deputados. "Os parlamentares devem investir na comunicação. Ter um planejamento e uma equipe estratégica. É preciso ter uma forte assessoria de imprensa, mostrar seu trabalhos nas redes digitais, nos meios de comunicação, ter sites e manter um canal de conversa com o seu eleitor", orienta Edir Veiga. 


Confira o desempenho eleitoral  

1 CILENE COUTO (PSDB):  72.750 votos em 2014/   93.614 votos 2018 – (28,68% de desempenho)

2 RENATO OGAWA (PR): 37.701 votos em 2014/ 71.689 votos em 2018- (90,15% de desempenho)

3 DIRCEU TEN CATEN (PT)  32.930 votos em 2014/ 59.600 votos em 2018 (80,99% de desempenho)

4 THIAGO ARAÚJO (PP): 38.346 votos em 2014/ 54.933 votos em 2018 (43,26% de desempenho)

5 MIRO SANOVA (PDT) 24.374 votos em 2014/ 52.619 votos em 2018 (115,88% de desempenho)

6 BORDALO (PT) 40.163 votos em 2014/  49.854 votos em 2018 (24,13% de desempenho)

7 ANTONIO TONHEIRO (PDT) 34.191 votos em 2014/ 47.354 votos em 2018 (38,50% desempenho)

8 ELIEL FAUSTINO (DEM) 30.024 votos em 2014/  47.183 votos em 2018 (57,15% de desempenho)

9 RAIMUNDO SANTOS (PEN) 44.452 votos em 2014 / 46.779 votos em 2018 ( 5,23% de desempenho)

10 JÚNIOR HAGE (PDT) 45.483 votos em 2014/ 46.578 votos em 2018 (2,41% desempenho)

11 HILTON AGUIAR (DEM) 40.435 votos em 2014/  44.939 votos em 2018 (11,14% desempenho)

12 ERALDO PIMENTA (MDB) 30.089 votos em 2014/  43.605 votos em 2018 (44,92% desempenho)

13 MARTINHO CARMONA (MDB) 45.736 votos em 2014/  43.296 votos em 2018 (-5,33% desempenho)

14 ANA CUNHA (PSDB) 50.491 votos em 2014/ 41.610 votos em 2018 (-17,59% desempenho)

15 CHICÃO (MDB) 31.296 votos em 2014/ 40.268 votos em 2018 (28,67% desempenho)

16 IRAN LIMA (MDB) 30.534 votos em 2014/  39.585 votos em 2018 (29,64% desempenho)

17 LUTH REBELO (PSDB) 51.345 votos em 2014/ 36.761 votos em 2018 (-28,40% de desempenho)

18 DR. WANDERLAN (MDB) 34.738 votos em 2014/  34.096votos em 2018 (-1,85% desempenho)

19 DR. JAQUES (PSC) 12.952 votos em 2014/  25.022 votos em 2018 (93,19% de desempenho)

 

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!