Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Quase 600 mil eleitores paraenses ainda não fizeram o recadastramento biométrico

Prazo para regularização vai até o mês de maio

Elisa Vaz

Quase 600 mil eleitores paraenses ainda não fizeram o recadastramento biométrico para as eleições municipais deste ano. Ao todo, já existem 5.411.977 pessoas aptas a votar por meio da digital, mas outros 581.398 eleitores ainda precisam comparecer à Justiça Eleitoral nos próximos meses para regularizar a situação. Os dados são do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA).

De acordo com o secretário de Tecnologia e Informação do órgão, Felipe Brito, que coordenou todo o processo de implantação da biometria no Estado, essa será a primeira eleição 100% biometrizada do Pará, em que eleitores dos 144 municípios poderão usar a digital para escolher seus representantes. Na última corrida, apenas 54 cidades haviam passado pelo processo.

Brito explicou que a biometria é um sistema de reconhecimento individual que, por meio da digital, proporciona total segurança na hora do voto, já que com a identificação biométrica não existe a possibilidade de um eleitor votar no lugar de outro. “Vamos ter uma eleição municipal muito disputada, e qualquer voto faz diferença. Dessa maneira, o eleitor vai ter segurança de que não há risco de fraude. Vai ser a eleição mais segura do Pará até hoje”, destacou. O processo da biometria começou em 2009, mas ganhou destaque nos últimos três anos, com o cadastramento em 121 dos 144 municípios.

Ação vai facilitar cadastramento

Para que todos os eleitores que ainda não têm biometria sejam alcançados, o TRE-PA vai realizar, até maio deste ano, ações itinerantes visando à participação do eleitor no pleito municipal. Segundo o secretário Felipe Brito, que também está à frente desta campanha, o objetivo é reforçar os atendimentos em abril e maio, quando há mais demanda nos cartórios eleitorais.

“Normalmente, não há muito movimento de pessoas, mas os brasileiros tendem a deixar para a última hora, então muitas pessoas precisarão ser atendidas nos cartórios”, explicou. O órgão pretende aumentar o número de kits e contratar 300 novas pessoas para o atendimento ao público, além de haver agendamento pela internet.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA