#if(!$m.request.preview.inPreviewMode)
CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X
#end

Polícia Federal identifica depósitos de Cid para Michelle Bolsonaro

PF investiga suposto caso de desvio de dinheiro público e rachadinha no governo de Bolsonaro (PL)

O Liberal
fonte

A investigação da Polícia Federal (PF) identificou depósitos em dinheiro vivo na conta da ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro (PL), realizados pelo ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), Mauro Cid.

De acordo com a PF, suspeita de desvio de dinheiro público e rachadinha no Palácio do Planalto durante a gestão Bolsonaro. A assessoria de imprensa de Michelle Bolsonaro informou que não comentará o caso.

VEJA MAIS

image MP solicita apuração de irregularidades em pagamentos relacionados a Michelle Bolsonaro
No final de semana, a PF identificou diálogos entre Mauro Cid e assessoras da ex-primeira-dama orientando que os pagamentos fossem feitos em dinheiro vivo para evitar investigações

image Michelle Bolsonaro se pronuncia sobre operação da Polícia Federal
Ex-primeira dama recebeu agentes de segurança em casa como parte da 'Operação Venire'

image Bolsonaro nega adulteração no cartão de vacinação dele e da família: 'Nunca me foi pedido cartão'
Em entrevista após operação da PF na casa em mora, em Brasília, Bolsonaro reforçou que nunca tomou vacina. Segundo ele, Michelle se vacinou nos Estados Unidos

O ex-ajudante de ordens, Mauro Cid, teve o celular dele apreendido pela Polícia Federal na Operação Venire. Ele está preso desde o dia 3 de maio. A PF encontrou, em trocas de mensagens, imagens de sete comprovantes de depósitos em espécie feitos por Cid e encaminhados para as assessoras da então primeira-dama.

Conforme a PF, “a análise também identificou seis comprovantes de depósitos para a primeira-dama Michelle Bolsonaro no período de 8/3/2021 até 12/05/2021, realizados por meio de depósitos fracionados em caixas eletrônicos de autoatendimento e um comprovante de depósito em espécie, possivelmente no atendimento presencial. Os comprovantes foram localizados tanto no grupo de WhatsApp da Ajudância de Ordens da Presidência da República, quanto em trocas de mensagens”.

image Valdemar defende Bolsonaro no caso do cartão de vacina forjado: 'dúvidas serão esclarecidas'
Presidente do PL se pronunciou após a PF realizar operação que investiga o ex-presidente, sua família e militares

image Quem são os militares ligados a Bolsonaro presos em operação da PF contra dados falsos de vacinação
Polícia Federal também cumpre mandado de buscas na casa do ex-presidente e apreendeu o celular de Bolsonaro e Michelle

Foram identificados o repasse de R$ 8,6 mil. O envio do dinheiro acontecia de uma forma parecida como nos casos de rachadinha, eram realizados de forma fracionada, em pequenos valores, para não chamar a atenção dos órgãos de controle. Segundo a Polícia Federal, não é possível identificar a origem do dinheiro, uma vez que os depósitos eram realizados em espécie.

A Polícia Federal investiga se os pagamentos seriam de supostos desvios de recursos públicos do Palácio do Planalto. Também foi encontrado uma transferência bancária no valor de R$ 5 mil, realizada em julho de 2012, da conta de Mauro Cid para a conta de Michelle Bolsonaro.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱

Palavras-chave

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA