Ministério da Justiça anota 939 crimes eleitorais e 307 prisões; 3.222 urnas foram substituídas

Entre as ocorrências, até as 16h22, 233 foram de boca de urna

O Liberal
fonte

O Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgou boletim da Operação de Segurança das Eleições de 2022, com informações atualizadas até 16h22 deste domingo (2), apontando 939 crimes eleitorais na votação, sendo que 233 ocorrências de boca de urna, 149 de compra de voto ou corrupção eleitoral e 33 tentativas de violar ou tentar violar o direito do voto. Com informações da Agência Estado.

image Apuração | Eleições 2022: veja quem ganhou a eleição; Lula e Bolsonaro disputam a presidência
Confira o resultado das urnas em tempo real. Eleições são para presidente do Brasil e mais 12 estados

Justiça Eleitoral  informou que 3.222 urnas precisaram ser substituídas em todo o país. O número representa 0,60% do total das urnas utilizadas.

VEJA MAIS

image Acabou a Lei Seca? Consumo de bebidas alcoólicas está liberado no Pará; veja nos demais estados
Proibição da Lei Seca terminou às 18h de hoje (domingo, 2), segundo determinação da Polícia Civil

image Segup registra 65 ocorrências de irregularidades eleitorais no domingo (2) de votação
Quanto à desobediência à portaria que estabelece a Lei Seca do Estado, apenas um caso foi registrado, em Tucuruí, no sudeste paraense

image Fechamentos dos portões na escola Padre Leandro Pinheiro, no Guamá, deixa duas pessoas de fora
Escola registra longas filas e eleitores ficam insatisfeitos com distribuição de senha após fechamento dos portões

Além disso, houve 40 casos de transporte irregular de eleitores, 10 crimes comuns nos locais de votação e 64 crimes contra candidatos. Considerando todos os crimes eleitorais, o Estado com o maior número de registros é Minas Gerais (97), seguido de Goiás e Paraná, ambos com 91 casos, e Acre (72).

O Ministério da Justiça informou também que, até as 16h22, foram registradas 307 prisões no contexto das eleições gerais deste domingo, o maior contingente em Roraima (38). O volume de dinheiro apreendido foi de R$ 1,969 milhão. Além disso, houve 92 incidentes de segurança pública e defesa civil e foram apreendidas 11 armas.

A pasta ainda disse que houve 20 ocorrências de falta de energia, que aconteceram em sete Unidades da Federação (Minas Gerais, Piauí, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo e Maranhão).

Política
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA