Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Médicos descartam diagnóstico de covid-19 no caso de Duciomar Costa

O estado de saúde de Duciomar Costa, de 66 anos, ainda é considerado grave. Ele continua intubado, mas clinicamente estável, segundo a família.

Sérgio Chêne

O diagnóstico de covid-19 foi descartado pelos médicos que cuidam de Duciomar Costa em São Paulo. A informação foi repassada no início da noite desta segunda-feira, 13, pela médica e sobrinha do ex-prefeito de Belém, Aranda Haber. “Ele fez o RT PCR (exame) e deu negativo”, garantiu ela. Agora a família aguarda o resultado de outra coleta, que pode identificar ou não outras doenças virais como a influenza.

O estado de saúde de Duciomar Costa, de 66 anos, ainda é considerado grave. Ele continua intubado, mas clinicamente estável, segundo a família. Tanto os exames laboratoriais quanto de imagem teriam melhorado.  O ex-senador foi transferido à capital paulista em UTI aérea na madrugada do último dia 10.

A equipe de médicos que cuida de Duciomar decidiu manter a ventilação mecânica sob o acompanhamento de exames diários. “Meu tio continua intubado, sem expectativa de retirada do ventilador mecânico”, afirmou a sobrinha do ex-senador, Aranda Haber, que tem falado diariamente com os especialistas responsáveis pelo atendimento médico.

“Está sendo avaliado até pela equipe da neurologia, o momento certo da retirada, com segurança, da ventilação mecânica, visto que a patologia de base ainda é desconhecida”, contou Haber.

ELA

Segundo ela, apesar de já ter sido divulgado, que Duciomar Costa sofreria por conta de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), “o diagnóstico ainda não foi fechado”. “Essa doença neurodegenerativa ainda pesa no momento da retirada da ventilação mecânica”, revelou.

Denúncia

No dia de hoje, Aranda Haber esteve reunida com a direção do Hospital Adventista de Belém (HAB), a fim de tratar da denúncia de suposto caso de negligência médica, ao qual Duciomar Costa teria sido submetido nos dias em que esteve internado naquele hospital. Segunda a médica, a direção do HAB garantiu que se manifestaria no prazo de uma semana, sobre as irregularidades apontadas em um documento de seis páginas, entregue à equipe médica. Falta de exame de PCR seria uma das denúncias alegadas pela sobrinha do ex-prefeito.

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA