Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Comissão aprova convocação do ministro da Justiça para esclarecer caso Genivaldo

Anderson Torres deve prestar esclarecimentos sobre a morte de Genivaldo de Jesus dos Santos, após abordagem violenta de agentes da PRF

Emilly Melo

Os deputados da Comissão de Direitos Humanos (CDH) aprovaram a convocação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, para esclarecer sobre a abordagem policial feita por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que resultou na morte de Genivaldo de Jesus dos Santos, em Sergipe. As informações são do portal Metrópoles. 

VEJA MAIS

Homem negro é sufocado até a morte por policiais dentro de viatura da PRF
Genivaldo de Jesus foi colocado dentro de uma viatura e inalou spray de pimenta

Diretores da PRF dispensados após morte por ‘câmara de gás’ vão passar temporada nos EUA
A PRF informou que a dispensa dos dois não teve relação com o assassinato de Genivaldo

Após morte em ‘câmara de gás’, Governo Federal dispensa dois diretores da PRF
Decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira. Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, morreu durante abordagem de policiais rodoviários federais

A traseira de uma viatura da corporação foi transformada em uma espécie de “câmara de gás” pelos agentes, que deixaram Genivaldo trancado por dois minutos após jogarem uma bomba de gás lacrimogêneo no interior do veículo. O ministro também deve dar esclarecimentos sobre a operação policial na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, que deixou 25 pessoas mortas. 

A CDH do Senado Federal ainda aprovou o requerimento que solicita a ida de parlamentares às cidades de Aracajú e Umbaúba, em Sergipe. No pedido, Humberto Costa (PT-PE), autor do requerimento, pontuou que a morte de Genivaldo foi ocasionada por “uma ação extremamente violenta, totalmente desumana e desproporcional”.

De acordo com o senador, o grupo da CDH vai acompanhar as investigações sobre o caso e fiscalizar as providências adotadas pelas autoridades responsáveis.

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Política
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍTICA

MAIS LIDAS EM POLÍTICA