Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Suspeito de execução de jovem morre em confronto com a polícia

Vídeo do assassinato da jovem de 21 anos circulou nas redes sociais

Redação integrada com informações do G1 Pará

Um dos suspeitos de envolvimento na execução de uma jovem em Igarapé-Miri, nordeste do Pará, morreu em uma troca de tiros com a Polícia Militar, em uma área de mata conhecida como 'Mereu'.

Leia mais: Corpo de jovem morta em Tribunal do Crime é encontrado em área de mata

O assassinato da jovem Adriana Miranda Paz, de 21 anos, foi filmado e o vídeo circulou nas redes sociais. A mulher desapareceu no dia 20 de março e o corpo dela foi localizado cinco dias depois, no bairro onde ocorreu o crime.

Conhecido como "Didi", ele estava foragido do sistema penal desde o dia 21 de abril de 2019 e era a formar uma acusado de participar de uma milícia responsável por homicídios, latrocínios e tráfico de drogas. 

Ele também era egresso da facção Comando Vermelha. Segundo relatos, Didi teria começado bem jovem no mundo do crime, em uma quadrilha de nome "Rola-Papo", responsável por uma onda de assassinatos na cidade que culminaram na prisão de Didi em 2018.

Dois suspeitos de envolvimento no crime foram presos e outros dois morreram em confronto com a Polícia.

A morte de Adriana foi filmada e o vídeo circulou pelas redes sociais. O caso ocorreu no município de Igarapé-Miri, no nordeste do Pará. Na gravação, ela é sabatinada pelo grupo que ficou conhecido como "Tribunal do Crime".

Depois do assassinato, o corpo foi então concretado ao chão.

De acordo com a Polícia Militar, após denúncia anônima, policiais do 31º Batalhão chegaram ao endereço onde os suspeitos estariam escondidos.

Os agentes de segurança foram recebidos a tiros. Dois suspeitos foram atingidos e morreram.

No local, foram encontrados um revólver, calibre 38; munições deflagradas e intactas; uma pistola manufaturada; aparelhos celulares e um relógio.

Todo o material apreendido e os homens detidos foram conduzidos à Delegacia para os procedimentos legais.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA