Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Policiais militares salvam idosa que estava sendo atacada por abelhas, em Xinguara

Sem nenhum tipo de proteção, eles entraram na residência e resgataram a senhora

O Liberal

Militares do Grupamento Tático Operacional, do 17°BPM de  Xinguara, no sudoeste do Pará, salvaram a vida de idosa cadeirante. Ela estava desacordada, no interior da casa dela, em decorrência de estar sendo atacada por centenas de abelhas. Sem nenhuma proteção, e devido à urgência do atendimento, a guarnição entrou na residência, também sendo atacada pelas abelhas.

Policiais militares de Xinguara salvaram idosa atacada por abelhas (Divulgação/ reprodução da imagem de vídeo)

Apesar do risco da ação, os policiais conseguiram tirar a idosa de dentro da residência, carregando-a nos braços, até colocá-la, com vida, na ambulância do Samu. Enquanto faziam esse atendimento, as abelhas continuaram atacando os PMs. A idosa e os militares foram até a UPA para receber atendimento.

Os militares foram acionados por uma equipe do Samu, para ajudar no resgate de uma senhora que estava sendo atacada por um enxame de abelhas dentro da casa dela, na quinta-feira (18). Ao se aproximar da residência, os agentes também foram atacados pelas abelhas. Eles observaram que a vítima estava desacordada e, diante da gravidade da situação, entraram na casa para retirar a senhora do imóvel. A guarnição que entrou na residência era formada pelo cabo Bispo e pelos soldados F.Santos e F. Silva. 
A idosa foi conduzida para a unidade de saúde para receber atendimento médico, assim como os três policiais que entraram na residência e também foram atacados pelas abelhas. Ainda segundo a Polícia Militar, a equipe médica que atendeu a idosa destacou que a rapidez da ação dos militares foi fundamental para que a vítima sobrevivesse ao ataque.

 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA