Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pará registra redução de 21% de crimes violentos no mês de agosto

De acordo com a Segup, do dia 1º a 31 de agosto de 2021, foram registrados 229 casos de crimes violentos no Pará. Já em 2022, nesse mesmo período, foram computados 180 casos

O Liberal

Segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), o Estado do Pará registrou, no mês de agosto deste ano, redução de mais de 21% de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), que que englobam homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, se comparado com o mesmo período de 2021. Os dados divulgados por meio da Secretaria de Inteligência e Análise Criminal (Siac) apontam que este é o melhor índice dos últimos 12 anos.

A queda é superior a 45% nos indicadores da criminalidade, quando comparado o período de janeiro a agosto de 2018 em relação a 2022. “Esse resultado mostra que a nossa estratégia pautada nos ‘3 Is’, que nada mais é do que uma maior Integração entre as forças, aliada à Inteligência e aos Investimentos significativos que foram realizados em favor dos agentes de segurança e dos seus órgãos, seguiram no caminho certo, para que pudéssemos manter os índices de criminalidade sempre abaixo no Estado, retirando o Pará do ranking das cidades mais violentas do País”, avaliou o titular da Segup, Ualame Machado.

De acordo com os dados divulgados, do dia 1º a 31 de agosto de 2021, foram registrados 229 casos de crimes violentos no Pará. Já em 2022, nesse mesmo período, foram computados 180 casos, o que representa mais de 21% de redução. De acordo com a Segup, essa foi a maior queda desde 2010.

De janeiro a agosto de 2021, foram registrados 1.578 crimes violentos no Estado. Já no mesmo período de 2022 foram computados 1.511​​ casos - uma redução de mais de 4%, quando comparado ao ano anterior.

Levando em consideração os últimos cinco anos, de janeiro a agosto em 2018, em relação ao mesmo período de 2022, houve uma redução superior a 45% nos crimes violentos. Isso significa a preservação de mais de 1.200 vidas.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA