Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Operação combate crimes contra crianças e adolescentes em cinco municípios do Pará

Entre os mandados cumpridos estão apreensões de adolescentes em conflito com a lei

O Liberal

Por um mês, a Polícia Civil executou a operação "Acalento", que visava combater crimes contra crianças e adolescentes em cinco cidades do Pará. A ação começou no dia 13 de junho e encerrou nesta quarta-feira (13). Um homem foi preso em flagrante e cinco armas de fogo foram apreendidas. Também foram cumpridos 44 mandados de busca e apreensão contra adolescentes em conflito com a lei. Ao final, 158 inquéritos policiais foram instaurados e podem resultar em novas investigações e desdobramentos.

“A operação iniciou há cerca de 30 dias, com atuação tanto na repressão de todo e qualquer crime que vitimou crianças e adolescentes, bem como na prevenção da violência contra pessoas menores de 18 anos, por meio de aproximação com a população, em escolas, Usinas da Paz, locais públicos, com distribuição de folders, cartilhas informativas e atendimentos. Essa é uma operação de grande impacto que atua não só na repressão, mas também em orientação”, destaca a delegada Mikaella Ferreira, coordenadora da Operação e titular da Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data).

Dentre as ações preventivas da operação, foi feita a distribuição de material informativo contra a violência doméstica e exploração sexual de crianças e adolescentes. Também foram promovidas palestras nas Usinas da Paz da Região Metropolitana de Belém, com intuito de orientar e aproximar a comunidade das atividades da Polícia Civil.

A "Acalento" faz parte de um esforço nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), realizada em todos os estados e no Distrito Federal. No Pará, foram realizadas 470 diligências por 147 policiais civis em cinco municípios do estado.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA