Mulher é morta com facadas no pescoço na Feira do Guamá

Vítima fez de tudo para fugir do assassino, mas foi golpeada ao escorregar e cair no chão

Caio Oliveira

Nataly do Vale Veloso, de 34 anos, foi morta a facadas na manhã desta sexta-feira (06), na Feira do bairro do Guamá, em Belém. Raimundo Nazareno Pereira Pinheiro, de 42 anos, foi o autor do assassinato, sendo preso logo depois ao se entregar voluntariamente na seccional do bairro.

Segundo o 20º Batalhão (BPM), era por volta de 5h20 quando eles foram acionados para atender a ocorrência de esfaqueamento na travessa Barão de Igarapé de Miri, próximo ao mercado do bairro. Chegando lá, eles viram manchas de sangue no chão e perguntaram às pessoas onde estava a vítima. Populares contaram que a mulher que foi ferida havia sido socorrida por familiares e feirantes e levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Terra Firme. Chegando lá, os PMs ficaram sabendo que mulher havia morrido ao dar entrada no hospital. 

Testemunhas contaram que Nataly era dependente química e sempre ficava perambulando pela madrugada na área da feira do Guamá. Quando o dia nascia, ela estava conversando com um feirante e, nesse momento, Raimundo Nazareno, também conhecido como "Louro Doido do Guamá", chegou, com uma faca na mão. Ele começou a gritar com a mulher, dizendo "Eu vou te matar, porque tu me enganaste e me roubou, eu vou te cobrar agora", e passou a tentar esfaquear Nataly.

A mulher correu, mas foi perseguida pelo agressor. Ela ainda tentou se defender ao ficar atrás de um carro, mas Raimundo não desistiu de ferir Nataly. Ela então voltou a correr na rua, mas escorregou e caiu, e foi aí que o assassino esfaqueou a mulher, com vários golpes no pescoço. Populares que começavam a chegar na feira perseguiram o criminoso, mas ele conseguiu escapar correndo. 

"Loiro" correu até chegar à Seccional do bairro, onde confessou ter esfaqueado uma mulher e disse que queria se entregar pois temia por sua vida. O homem, que tem uma banca onde conserta celulares na feira,  aparentava estar sob efeito de drogas e não disse porque matou Nataly. Com a informação de que a mulher havia morrido no hospital, ele foi preso em flagrante e segue detido por homicídio. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA