Mototaxista morre em acidente em frente à Praça da República

Raimundo Melo Pantoja Júnior teria tentado ultrapassar pela direita quando foi atingido pelo veículo

Ana Carolina Matos

O mototaxista Raimundo Melo Pantoja Júnior, de 31 anos, morreu após colidir com um veículo de transporte por aplicativo no início da tarde desta segunda-feira (25), em Belém. O acidente ocorreu por volta das 14h, em frente à Praça da República, na avenida Assis de Vasconcelos, quase na esquina com a rua General Gurjão, no bairro do Reduto. 

Segundo o agente da Guarda Municipal Juliano Cunha, o condutor de prenome Jonathan relatou que o homem tentou ultrapassar pela direita e não teria sido visto por conta do "ponto-cego". Foi neste momento que o motorista de aplicativo atingiu o mototaxista. A vítima foi arremessada da motocicleta e bateu fortemente com a cabeça no chão.

A versão, entretanto, é diferente da informada por outra testemunha, que preferiu não se identificar. O homem diz que iria comprar o almoço em um restaurante próximo de onde ocorreu o acidente, quando percebeu que carro e motocicleta seguiam paralelamente, em uma pequena "disputa" de trânsito. O motorista do veículo estaria tentando evitar que o motociclista o ultrapasse e foi neste momento em que ele teria atingido Raimundo propositalmente, segundo a testemunha.

A vítima seguia com dois capacetes, entretanto os itens de segurança estavam presos em seus dois braços. A cabeça da vítima estava desprotegida no momento da colisão, o que pode ter levado a vítima ao óbito. Raimundo chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que esteve no local, entretanto já havia morrido antes do socorro chegar.

Raimundo Júnior era mototaxista há pelo menos sete anos. Amigo da vítima, Maicon Brabo, de 41 anos, contou que já havia alertado o colega para que usasse o capacete, por segurança. "Eu já tinha falado pra ele usar o capacete. Ele sempre andava com ele ou nos braços ou sem ajustar na cabeça. Era um cara muito engraçado, mas infelizmente essa história de aplicativo não tem uma fiscalização. Qualquer pessoa pode dirigir e levar vidas hoje em dia", desabafou.

A área foi isolada por agentes da Guarda Municipal de Belém, os primeiros a chegar na ocorrência. Posteriormente, agentes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) também estiveram no local e organizaram o trânsito, já que a pista da direita da avenida Assis de Vasconcelos ficou totalmente interditada por conta do acidente.

Nervoso, o condutor prestou socorro e ficou no local até a chegada da perícia. Ele foi encaminhado por policiais militares para a Delegacia de Polícia Civil para que os procedimentos cabíveis fossem realizados.

O corpo foi removido por uma equipe do Instituto Médico Legal (IML).

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA