Foragido, homem troca tiros com a polícia, é atingido, e morre no Hospital Metropolitano

De acordo com a Polícia, ele era acusado de cinco homicídios na Região Metropolitana de Belém

Redação Integrada

A Polícia Civil informou na noite desta segunda-feira (12), a morte de Marcelo Ramon das Neves, que identificado em abordagem policial do 24º Batalhão da Polícia Militar, por volta das 16h, tentou fugir, na fuga teria dado dois tiros contra a equipe policial, que revidou e o alvejou com dois disparos. Marcelo foi socorrido pelos policiais mas morreu ao chegar no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE). De acordo ainda com a polícia, ele era acusado de cinco homicídios na Região Metropolitana de Belém (RMB), contra ele já existiam três mandados de prisão.

Conforme relato policial, ainda adolescente, Marcelo Neves foi parar na Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data), em duas oportunidades, em 2015, em razão de atos infracionais, análogos ao crime de roubo, no município de Ananindeua. No ano passado, já maior de idade, ele foi preso no município de Garrafão do Norte, no nordeste paraense, por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. 

Em fevereiro de 2018, o acusado ainda participou de um roubo num sítio no Furo do Maguari e, em seguida, assaltou um restaurante flutuante no mesmo local. Já neste ano, houve novo indiciamento, desta vez, por roubo de uma lancha e diversos objetos, ocasião em que também portava ilegalmente uma arma de fogo, no bairro do Tenoné, em Belém. 

No último fim de semana, ele liderou um grupo que cometeu, pelo menos, dois assaltos a indivíduos que andavam de Jet Ski. Segundo a polícia, as vítimas teriam informado que o grupo agia com extrema violência e tinha seis armas de fogo. 

A ficha criminal do rapaz ainda registra um latrocínio praticado, também em Ananindeua, no ano de 2016; e o homicídio de três agentes de segurança pública: o policial militar Isaias Fernandes da Silva Filho, em 17 de novembro de 2017; o guarda municipal Marcley Rosário de Souza e um ex-PM. 

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM POLÍCIA