Corpos de mãe e filha são encontrados em ramal de Altamira

As duas desapareceram na manhã desta terça-feira (23)

Victor Furtado / Redação Integrada de O Liberal

Os corpos de Fernanda Moura e da filha dela, Isabela, de cinco anos, foram encontrados em Altamira. Elas estavam desaparecidas há mais de 24 horas. Desde que familiares e amigos começaram a sentir falta delas, registraram a ocorrência na delegacia do município e iniciaram uma campanha nas redes sociais digitais para tentar localizá-las. Com a confirmação, muitas pessoas que se solidarizaram com a história ficaram arrasadas com a notícia. Houve também uma mobilização em frente à delegacia do município.

Por volta das 15h desta quarta-feira, os corpos foram encontrados por policiais numa área chamada ramal do Cipó Ambé, na estrada da Serrinha, zona rural de Altamira. Mãe e filha estavam de moto. O veículo não estava perto dos corpos. Os suspeitos do crime, Geovane Silva de Sousa e Dario Santos de Lima, foram presos e as investigações estão em curso para confirmar a autoria do crime e motivação.

Há duas possíveis linhas de investigação para a autoria. Uma aponta um latrocínio (um crime envolvendo roubo e homicídio), sem motivações específicas. A outra, segundo rumores no município, é de que a casa de Fernanda Moura foi assaltada há alguns dias. Ela teria reconhecido os criminosos e foi reclamar com a mãe de um deles, que resolveu se vingar, expondo a família a um novo grau de violência.

A Polícia Civil informou que adotou todas as providências de investigação e levantamentos ao tomar ciência do desaparecimento. "Infelizmente não podemos mudar o que ocorreu, mas a resposta foi dada de imediato, e que a Justiça agora aplique uma punição severa aos autores do crime", disse em nota.

Polícia