Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Corpo de estudante de medicina morto em São Brás é transportado para Santa Luzia

Valmir Billy Marley Júnior Chaves de Lima, de 23 anos, morreu após ser brutalmente espancado com golpes na cabeça, ao voltar para a casa

Ana Carolina Matos

Foi transportado para o município de Santa Luzia do Pará, por volta das 14h deste domingo (28), o corpo de Valmir Billy Marley Júnior Chaves de Lima, de 23 anos, estudante de medicina que morreu após ser espancando no bairro de São Brás, em Belém. O velório será na casa da família, na travessa Marcílio Dias, próximo à igreja Assembleia de Deus.O jovem aluno da Universidade Federal do Pará (UFPA) morreu na madrugada de sábado (27), após ser brutalmente espancado com golpes na cabeça, ao voltar para a casa, na noite de sexta-feira (26).

O cadáver foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) por volta das 10h30. O enterro está previsto para ocorrer às 8h30 desta segunda-feira (29), no Cemitério São Raimundo, na cidade natal da vítima.

Amigos do jovem se reuniram pela manhã em frente à funerária Nova Jerusalém para prestar uma última homenagem ao jovem. "Ficamos lá em oração, cantamos músicas. E depois cobrimos o caixão com os nossos jalecos, que são o nosso manto", relatou uma amiga da turma de Valmir Billy, que preferiu não se identificar.

Amigos da vítima prestaram última homenagem antes do transporte do corpo para Santa Luzia do Pará (Reprodução)

Ainda conforme a jovem, o estudante foi morto quando saiu para comemorar o final do 11º semestre no curso. A exemplo de outros colegas da turma de medicina, Valmir Billy teria ido até um barzinho com alguns amigos, após fazerem uma última prova do semestre.

Valmir Billy morava com a irmã, Sâmia, há alguns anos na capital paraense. Os dois se mudaram para Belém quando iniciaram um cursinho preparatório para o vestibular de medicina da UFPA. Aprovados, os irmãos estudavam na mesma turma e, inclusive, eram dupla no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que seria apresentado ao longo deste semestre. A formatura estava prevista para agosto deste ano.

Por serem de uma família humilde, colegas dos irmãos iniciaram uma campanha para arcar com custos do funeral, transporte, velório, enterro e, também, para o apoio da irmã Sâmia, no próximos meses até a conclusão do curso de medicina. Quem quiser e puder, pode doar qualquer quantia em nome de Davi Cardoso, pelo PIX 015.911.872-73.

Segundo a amiga de Valmir Billy, o único desejo no momento é de que o caso seja elucidado. "A gente só pede justiça. A gente vai para os hospitais, vai estudar, aprender a salvar vidas... E quantas vezes saímos tarde para voltar pra casa? A gente tem certeza que ele estava se sentindo seguro para voltar para casa andando naquele dia. Foi tudo muito doloroso", lamentou.

O caso

Valmir Billy Marley Júnior Chaves de Lima, 23 anos, morreu após ser espancado, durante a noite de sexta-feira (26) ao voltar para casa, no bairro de São Brás. O jovem foi encontrado extremamente ferido no cruzamento das avenidas Almirante Barroso e José Bonifácio. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, onde morreu.

Até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso ou identificado como suspeito pela Polícia Civil, entretanto testemunhas foram convocadas a prestar depoimento. O crime é investigado pela Divisão de Homicídios.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA