Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Caso juíza Monica de Oliveira: 'Difícil buscar um familiar morto', diz sobrinha

A sobrinha da vítima encontra-se em Belém e aguarda pelo embarque do corpo da juíza para Campina Grande, na Paraíba, onde deve ocorrer o velório

Fabyo Cruz

Monique Andrade, sobrinha da juíza Monica Andrade Figueiredo de Oliveira, chegou a Belém, na madrugada desta quarta-feira (18), para fazer os procedimentos necessários de reconhecimento e liberação do corpo da tia junto ao Instituto Médico Legal (IML). Em entrevista exclusiva à reportagem de O liberal, ela informou que ainda não há informações sobre o traslado para Campina Grande, na Paraíba, onde deve ocorrer o velório por conta da burocracia. 

Caso juíza Monica de Oliveira: o que se sabe sobre a causa da morte, velório e relação com o juiz
Juíza Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira foi encontrada morta dentro do carro do esposo, o também juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior na manhã da terça-feira

“A nossa família está enfrentando dois grandes problemas, um é o emocional, não está sendo fácil receber a notícia da perda de uma pessoa tão importante para a gente. O outro é a burocracia para levá-la à Paraíba. Difícil estar em uma outra cidade para buscar um familiar morto. Não conheço nada aqui. Eu que estive no IML para fazer o reconhecimento e solicitar a liberação do corpo dela [Monica]. Também fui a uma empresa funerária e , agora, a empresa aérea me deu um prazo para transportar o corpo. Mas ainda não sei informar quando será o embarque”, disse Monique Andrade.

Entenda o caso


O corpo da juíza Monica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira teria sido encontrado pelo próprio companheiro, o também juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, dentro de um carro, no estacionamento do edifício Real Dream, localizado na travessa Três de Maio, bairro de São Brás. Em seguida, o juiz João Augusto dirigiu até a Divisão de Homicídios de Belém, onde deixou o corpo e prestou depoimento. O corpo da juíza tinha um ferimento causado por arma de fogo.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA