Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Câmera acoplada à farda de PM registrou abordagem que terminou em confusão no Ver-o-Peso

As imagens mostram que, antes de ser agredida por um policial, uma mulher recebeu spray de pimenta no rosto

O Liberal

Imagens de uma câmera acoplada à farda de um dos policiais envolvidos no episódio de agressão a uma mulher na área do Ver-o-Peso, no centro de Belém, mostram o início da abordagem a quatro homens que terminou em uma confusão, cujo vídeo começou a circular nas redes sociais nesta sexta-feira (12).

O vídeo começa com o policial ordenando um homem, que aparece possivelmente cheirando cola, a largar uma faca que estava em suas mãos. Logo em seguida, o policial diz: “Mão na cabeça, encosta todo mundo aí”, enquanto ordena um grupo de homens a se posicionar, para que seja feita a revista pessoal.

Um desses homens, que estava de longe presenciando a cena, também recebe ordem e se justifica dizendo que é mototaxista. O policial responde que “também é trabalhador”.

Com todos os homens encostados, o PM dá início à abordagem. Um dos homens é revistado de forma mais demorada, o que teria incomodado uma mulher, a quem o policial, logo no início do vídeo, chama apenas de “Márcia”.

O policial pergunta sobre a origem de uma quantia em dinheiro encontrada nos bolsos do homem, e a mulher responde: “Sim, mano, tu tá pensando que tu tá revistando um animal? Vê direito o bagulho”. O policial pede para a mulher se afastar.  Ela puxa um celular para filmar a cena e continua retrucando.

VEJA MAIS

Policiais militares envolvidos em confusão no Ver-o-Peso são afastados
Um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado para apurar responsabilidades no caso

Promotoria Militar apura vídeo que mostra confusão entre policiais e populares no Ver-o-Peso; vídeo
Situação ocorreu hoje e provocou rebuliço no entreposto comercial. Quatro pessoas foram presas por desacato, como informa a PM

“Vai me bater? Vem me bater aqui, que eu tô falando mesmo”, diz a mulher. Um segundo policial que também acompanhava a abordagem vai para cima dela e, conforme mostram as imagens, ele possivelmente joga spray de pimenta em direção ao rosto da mulher, que sai correndo.

Numa segunda gravação a mulher pede para que as pessoas chamem o Corpo de Bombeiros. O policial dá voz de prisão por desacato. Em seguida, a mulher parte para cima do policial e, possivelmente, o agride. Fato que teria provocado a confusão generalizada que foi registrada nos vídeos que começaram a circular nesta sexta-feira.

A confusão também foi registrada por pessoas que trafegavam pelo local no momento da confusão. Confira:

PM apura o caso

Em nota divulgada nesta tarde, a PM informou que quatro pessoas foram presas pelo crime de desacato durante a ocorrência na Feira do Ver-o-Peso. "A mulher foi contida e outras três pessoas, que intervieram na abordagem, foram apresentadas na Seccional do Comércio, junto à faca usada pelo homem suspeito. Todos têm passagem pela Polícia e os militares precisaram passar por atendimento médico e corpo de delito após sofrerem ferimentos".

Toda a ação policial, segundo informou a PM, foi filmada por uma câmera corporal acoplada ao colete balístico e as gravações foram anexadas ao Termo Circunstanciado de Ocorrência. "A Corregedoria-Geral da Corporação já identificou os policiais militares e instaurou Inquérito Policial Militar para apurar a conduta dos agentes, que permanecerão afastados do serviço", foi comunicado pela PM em nota.

A Polícia Civil informou que o caso foi registrado na Seccional do Comércio. Os envolvidos no ocorrido foram ouvidos e um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) registrado.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA