Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Cachorra vítima de maus-tratos é resgatada e tutor é preso, em Ananindeua

O animal era mantido amarrado, sem comida nem água e estava desnutrido. Homem terá audiência de custódia nesta sexta (8).

O Liberal

Uma cachorra de cerca de três a quatro anos, vítima de maus-tratos, foi resgatada, na tarde desta quinta-feira (7), no bairro do Curuçambá, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém.

O resgate mobilizou uma equipe da Unidade Integrada de Polícia do Meio Ambiente (Dema) e a perícia da Polícia Científica. Enquanto o animal foi solto, o dono da cadela está detido e, nesta sexta-feira (8), será apresentado para o juiz competente, em audiência de custódia, que decidirá se ele responderá em liberdade ou se vai ser liberado com ou sem fiança.

A delegada da Dema, Adryana Magno, registrou a ocorrência e informou que a sua equipe recebeu a denúncia pelo Disque 181, e após também observou que havia vídeos nas redes sociais com imagens da cadela em sofrimento.

"Conseguimos reunir uma equipe técnica representantes de uma rede de proteção de animal e um perito da polícia científica chegamos no local e, de fato, o animal estava sem abrigo, ou seja, ele não tinha proteção de chuva nem de sol, não tinha comida nem água e estava em estado de desnutrição", contou a delegada Adryana.

VEJA MAIS

Atriz de 'Jogos Vorazes' ajuda em perseguição a homem que agredia cachorro; vídeo Jena Malone deu entrevista sobre suposto agressor do animal

Homem mata cachorro a chutes e pauladas em Itaituba O autor do crime teria assassinado o animal depois de vê-lo acasalando com uma cadela

Cachorro se coloca de castigo para acompanhar dono no 'cantinho da reflexão' O momento de companheirismo viralizou na internet e muitos internautas passaram a elogiar a solidariedade do cachorro

Ela informou que a cachorra também tinha pouco espaço para se locomover, pois o pedaço de corda colocado como coleira tinha cerca de meio metro. "A casa é simples e quando entramos no imóvel ainda encontramos mais três felinos, mas eles não estavam em grau severo de desnutrição como a cachorra", frisou a delegada.

O tutor, que não teve o nome divulgado, foi conduzido para a delegacia apesar da resistência dele. Adryana Magno contou que foi necessário explicar a situação para o homem, dando a entender que o homem não tinha consciência sobre o crime de maus tratos ao animal. 

Ele responderá ao artigo 32, da Lei de Crimes Ambientais, que expressa como prática de ato de abuso ou maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. Este tipo de crime tem pena de detenção, de três meses a um ano, e multa.

O homem está detido e será apresentado, na manhã desta sexta-feira (8), ao juízo competente, em audiência de custódia que decidirá se ele responderá em liberdade ou se vai ser liberado com ou sem fiança.

Polícia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM POLÍCIA

MAIS LIDAS EM POLÍCIA