Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Com 9.900 pessoas afetadas pela cheia do Rio Amazonas, Juruti decreta situação de emergência

De acordo a defesa civil, 546 famílias estão desalojadas

Andria Almeida

O município de Juruti decretou Situação de Emergência nas áreas do município afetadas por inundações. A Defesa Civil estima que 9.900 de pessoas foram diretamente afetadas pela cheia do Rio Amazonas que atingiu o nível de 11, 79 m nesta sexta-feira (6). O decreto foi publicado na quarta-feira (4) e tem duração de 180 dias.

O levantamento da Defesa Civil e Secretaria Municipal de Assistência Social apontou que 546 famílias, totalizando o número de 2.730 pessoas, estão desalojadas, 1.434 famílias, que corresponde a 7.170 pessoas, estão em áreas degradadas. O levantamento estima que ao todo, 1.980 famílias, que equivale ao número de 9.900 pessoas, foram diretamente afetadas pela cheia.

Apesar do nível do rio não ter ultrapassado a orla da cidade muitos lugares, como o distrito de Juruti Velho, foram bastante afetados. 

O coordenador da defesa Civil do município, João Paulo Vieira, falou da preocupação com a subida do rio. “Nós estamos acima do nível do ano passado, em 4 centímetros. No entanto, estamos abaixo da cheia história de 2009 em 11 centímetros, mas essa ainda pode ser a maior cheia já registrada. O rio está crescendo numa média de 2 centímetros por dia ”, disse.

As comunidades ribeirinhas de Juruti vêm sofrendo os impactos das inundações e para atender essa população, a defesa civil está realizando um levantamento socioeconômico familiar.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ