Grupos de piquenique aproveitam o dia na praia do Atalaia

A família Silva, do Distrito de Outeiro, em Belém, formada por 60 integrantes, se preparou durante três meses para visitar a praia pela primeira vez

João Thiago Dias

A praia do Atalaia, em Salinópolis, nordeste paraense, amanheceu cercada de vários ônibus de piquenique neste primeiro domingo das férias escolares de julho (07). Desde 6h, famílias de vários municípios paraenses e das mais variadas formações começaram a chegar para garantir um bom local na areia ou um espaço para amarrar rede embaixo das grandes barracas, mediante o clima favorável de sol com média de 29 graus de temperatura.

A família Silva, do distrito de Outeiro, em Belém, formada por 60 integrantes, dentre adultos e crianças, se preparou durante três meses para visitar o município litorâneo pela primeira vez. O ônibus da família saiu por volta de 2h30 de Outeiro e chegou por volta das 7h30 cheio de comidas e bebidas para evitar gastos com o almoço.

"Finalmente conseguimos reunir todo mundo para conhecer Salinas. Família enorme. Meses organizando. Veio bolo, refrigerante, cerveja, várias comidas. Criançada já empinando pipa. Difícil conseguir reunir assim, mas valeu a pena para este verão", comentou Paulo Silva, um dos patriarcas.

Leia também:

Poluição sonora ainda é um problema constante na praia de Salinópolis

Já a equipe "Caça chopp", formada por 30 membros várias famílias e amigos do Centro de Ananindeua, levou duas churrasqueiras e muita carne e camarão para assar. Eles se intitularam como farofeiros com orgulho e chegaram à praia por volta das 5h30 para passar o dia todo.

Equipe Caça-Chopp colocou o churrasco para assar (Ivan Duarte / O Liberal)

"Todo ano a gente vem. Ônibus teve que sair 1h de Ananindeua para chegar bem cedo. O que não pode faltar é cervejinha gelada e muito churrasco com farofa e feijão, além de muito banho e bronze", comentou Suzane Costa, escolhida para falar pelo grupo.

Mesmo com a praia lotada desde cedo, o tráfego de veículos ficou bastante difícil entre 10h e 11h30 por conta da maré alta, que atingiu pico de 4.6 metros às 11h06. Até o fim da manhã, a passagem de carros pela entrada principal estava bloqueada com cones por por conta da maré.

Banhistas aproveitaram maré alta na praia do Atalaia (Ivan Duarte / O Liberal)

Por outro lado, foi a oportunidade perfeita para os banhistas lotarem a água salgada da praia e praticarem kurt surf ou surf. Segundo o Corpo de Bombeiros, o alerta fica a quantidade de crianças no domingo.

Bombeiros alertam para cuidado com as crianças na pista de sinalização da praia (Ivan Duarte / O Liberal)

Muitas delas, inclusive, correndo com pipas ou brincando de bola pela pista sinalizada para veículos, que representa um grande risco e exige maior controle dos pais e responsáveis. Por meio da Defesa Civil, também são entregues braceletes de identificação para prevenir a ocorrência de crianças perdidas.

Morro da Coca-Cola

No famoso Morro da Coca-Cola, ainda na praia do Atalaia, os bombeiros alertaram para que os veranistas não andem sozinhos pelas dunas. A água escura do lago faz muito sucesso entre os banhistas, mas o local não pode ser frequentado durante a noite.

Morro da Coca-Cola é opção de aventura no Atalaia (Ivan Duarte / O)

Para o universitário Leonardo Mendes, de 25 anos, a parte mais divertida é subir na duna que dá acesso ao lago por conta do desafio radical.

"Dá para chegar de carro pelo outro lado, mas é legal a dificuldade de subir na areia da duna. Dá até para competir com os amigos para ver quem chega primeiro", disse Leonardo.

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!