Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Conheça a profissão de astrólogo e saiba como a astrologia pode auxiliar no autoconhecimento

A formação tem carga horária mínima de 200 horas. A profissão é reconhecida pelo Ministério do Trabalho e está no Cadastro Brasileiro de Ocupações (CBO), como cosmoanalista

A astrologia não é entendida como ciência, no entanto, pode ser chamada de doutrina, prática e, para isso, requer estudo. A temática trabalha o autoconhecimento, mas também faz parte de um mercado de trabalho que se qualifica e cresce a cada ano. Há 30 anos o psicólogo de formação, astrólogo e tarólogo, Fernando Queiroz, dedica-se a estudar a doutrina e explica a profissão, prática e as diferenças entre as ferramentas de análise dos arquétipos.

"Pode ser chamada de doutrina, prática, ciência, embora esse último termo seja questionado. Tem como objetivo relacionar as posições astronômicas dos astros, estrelas e luminares. Não se trata de determinismo, como por exemplo, cartomancia, onde o futuro parece estático, os fatos não podem ser alterados. A astrologia tem uma visão holística, de orientação e autoconhecimento. Conscientização dos acontecimentos e como lidar de forma a ampliar as fases positivas, saber como enfrentar as dificuldades apontadas", afirmou o astrólogo, ao conceituar a prática.

O estudioso realiza atendimentos de pessoas anônimas, famosas e também empresários paraenses - que por uma questão ética, não pode nomear - e que o procuram no início de cada ano para orientar o planejamento dos seus negócios ou quando precisam tomar alguma decisão importante. Ele explica que o atendimento leva duas horas e é gravado pelo cliente, para que o conteúdo possa ser acessado quantas vezes forem necessário. "A consulta a um profissional de astrologia atualmente é muito mais comum do que se pensa. Embora, muitas pessoas que a façam, tenham um certo receio de declarar. Isso porque ainda existe um enorme preconceito e uma confusão ligando a astrologia com cartomancia, videntes e outras práticas chamadas divinatórias. No entanto, tenho profissionais de todas as áreas do conhecimento em minha carteira de clientes que se orientam na tomada de decisões em seus negócios baseados nas indicações dos seus mapas. Sempre deixando claro que não há determinismo e sim possibilidades de que algum evento ocorra da forma indicada pelo mapa astral consultado", ressalta.
 

Formação no Brasil

A profissão de Astrólogo é reconhecida pelo Ministério do Trabalho e está no Cadastro Brasileiro de Ocupações (CBO), como cosmoanalista. Fernando explica que no Brasil existem cursos de formação com carga horária mínima de 200 horas, principalmente no Sul e Sudeste. "Se quiser se tornar profissional em astrologia, no mínimo cinco anos de estudos serão necessários. Falo de estudos formais, porque a astrologia exige uma atualização constante de conhecimento, dedicação, leitura e participação em seminários e encontros com profissionais especializados. O investimento não é pequeno, mas varia conforme a credibilidade do instituto que oferece essa formação de duzentos a quinhentos reais por mês", explica.

Para o tarólogo, o avanço tecnológico auxiliou na difusão da profissão e na execução. Relembra que quando começou a estudar na década de 80, o mapa astral era feito manualmente e levava 2 horas de execução, além dos materiais de embasamento em outros idiomas. "Hoje há software que faz esse mesmo trabalho em trinta segundos, um grande avanço e economia de tempo. Toda a literatura sobre o assunto era em inglês ou espanhol, não existindo no Brasil nenhuma editora que aprofundasse esse tipo de conhecimento. Alguns livros, com informações básicas, circulavam timidamente naquela época", apontou.

Sobre a diferença entre os serviços ofertados pelos profissionais está o mapa astral e o tarot, acompanhados de uma leitura profissional e aprofundada. Queiroz diz que os horóscopos diários, com base generalista na internet, contribuem para um certo descrédito da astrologia enquanto um instrumento eficaz de autoconhecimento e orientação. "Baseados apenas no signo solar, signo em que se encontrava o sol na data de nascimento de determinado indivíduo, fazem previsões gerais e coletivas, quando a astrologia atual se baseia na individualidade, trazendo ainda mais confusão e incompreensão do verdadeiro sentido a que ela se propõe", argumenta.

 

Mapa astral e Tarot

O mapa astrológico é baseado no momento em que um evento ou nascimento acontece reunindo informações de hora, dia, mês, ano e local. Queiroz explica que é feito um mapa astral desse céu, onde estavam posicionados os astros nos seus percursos pelas constelações. A partir desse momento, o profissional da astrologia irá identificar a dinâmica e funcionamento daquele determinado evento. "[Visualmente], o mapa é um círculo de 360 graus, divididos em 12 partes - os doze signos solares - e no mapa individual essa divisão é feita a partir da hora do nascimento do indivíduo. No mapa existem indicações das diversas áreas que permeiam a vida do indivíduo. Podemos direcionar a vocação profissional; indicação de acompanhamento terapêutico, abertura de empresas, publicidade para vendas de produtos, melhor momento para investimentos e fases financeiras favoráveis e desfavoráveis. Uma área muito procurada também diz respeito à questão de relacionamentos e saúde.  Nesse ponto, não são apenas as mulheres que procuram um astrólogo para saber da vida afetiva. Os homens também, embora a demanda deles seja mais profissional e financeira", declara.

O Tarô é considerado como um oráculo e como tal vai exigir muita dedicação e respeito por parte de quem o utiliza, diz Fernando Queiroz. Ele explica que o tarô é um baralho, composto de 78 cartas, divididas entre os pequenos e os grandes Arcanos. "Os pequenos arcanos fazem referência ao baralho comum, com um acréscimo de uma carta - cavaleiro - que os baralhos comuns não possuem. E os Grandes Arcanos que são 22 cartas, começando pela figura do louco - única figura do tarô que não é numerada - e fechando com o Arcano vinte e um, o Mundo, energia mais positiva do Tarô. A jogada que utilizo na minha consulta é um mapa astral de cartas que indica o momento em que o cliente está vivendo em diversas áreas da sua vida e como será aquele período e o que fazer para aproveitar o máximo possível. Por último abro o jogo para o cliente perguntar o que ele quiser sobre o que ele quiser, perguntas e respostas diretas e objetivas", finalizou.

Palavras-chave

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ