Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Ananindeua: IBGE realiza coleta domiciliar para censo demográfico 2022

Ananindeua, segunda maior população do Estado, tem 400 recenseadores executando a coleta de 145 mil domicílios

Daleth Oliveira

Após 12 anos sem a realização, na última segunda-feira (1º), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou a fase mais importante do Censo Demográfico 2022: a coleta domiciliar, quando os recenseadores visitam todos os domicílios, para levantar quantos são e como vivem todos os residentes no país. As informações vão compor o grande banco de dados oficiais que, entre outros objetivos, servirá para pautar o futuro do país pelos próximos dez anos.

VEJA MAIS

IBGE inicia pesquisa do Censo Demográfico 2022 no Pará
Cerca de 6 mil recenseadores devem visitar mais de 2 milhões de casas em todo o estado

No primeiro dia do Censo, perfil do IBGE no Twitter é atacado por hackers
O IBGE alertou aos gestores das redes sociais do instituto e área de informática do órgão reestabeleceu a conta

A concentração maior de domicílios é na Região Metropolitana de Belém (RMB), onde são estimados cerca de 850 mil domicílios a serem visitados. Em Ananindeua, o segundo município mais populoso do Pará, são 400 recenseadores executando a coleta em cerca de 190.167 unidades a serem visitadas, dentre elas, mais de 145 mil domicílios.

Saiba como identificar quem é do IBGE e não cair no golpe do recenseador falso no Censo 2022
População conta com recursos de segurança para identificar trabalhadores da coleta

O IBGE estima que neste ano, Ananindeua representa 12,80% da população total do Pará, com cerca de 540 mil habitantes. O Instituto tem previsão de término de pesquisa até o dia 31 de outubro.

O coordenador da pesquisa da área de Ananindeua, André Gurgel, falou sobre a importância dos moradores da cidade, bem como de todo o Brasil, cooperarem com o levantamento do IBGE. “As estimativas demográficas que nós temos hoje são as de 2010 que já estão bem ultrapassados. Por isso a importância desse Censo 2022 para trazer informações mais fiéis ao retrato da população”, considerou.

(Fernando Araujo / Arquivo O Liberal)

Comunidade quilombola no Censo

Este será a primeira vez que a comunidade do Abacatal vai ser incluída como um território quilombola, bem como o quantitativo de pessoas que se declaram quilombola em todo o país. Segundo André, este é o grande diferencial no Censo 2022.

“A gente sempre faz a cobertura total do território. A diferença é que neste ano vamos já previamente, após identificação da nossa base territorial, realizar a identificação de comunidades e povos quilombolas. Dados esses coletados já pelos recenseadores pois já existe, inclusive no questionário, quem se declara quilombola. Em Ananindeua, temos na região sul a comunidade do Abacatal, que este ano vai incluir nos dados do IBGE como um território quilombola. Isso vai gerar dados estatísticos muito importantes e interessantes para toda a população”, informou.

Os questionários

Existem dois tipos de questionários a serem aplicados neste censo. A duração média para preenchimento do questionário básico é de 5 e 7 minutos.

O “Básico” (do universo) tem 26 questões e será aplicado em 100% dos domicílios visitados. Nele consta perguntas sobre:

- Lista de moradores;
- Características do domicílio;
- Características dos moradores (identificação étnico-racial - quilombolas e Indígenas; registro civil; educação; rendimento do responsável);
- Mortalidade. 

Recenseadores devem visitar mais de 145 mil casas em Ananindeua (Márcio Nagano/ O Liberal)

O “Ampliado” (da amostra) tem 77 questões, será aplicado em cerca de 10% do total de domicílios, tem preenchimento previsto em cerca de 25 a 30 minutos e inclui (além dos itens do questionário básico) características como:

- Nupcialidade (pessoas solteiras, casadas, separadas etc);
- Características do arranjo familiar;
- Fecundidade;
- Religião;
- Pessoas com deficiência;
- Migração interna e internacional;
- Educação;
- Deslocamento para estudo;
- Trabalho e rendimento;
- Deslocamento para trabalho;
- Autismo. 

Modalidade Múltipla de Coleta

Esta é a primeira vez que o IBGE utiliza o telefone como alternativa de resposta aos questionários de um Censo. Sendo assim, são três opções para preenchimento dos questionários:

- Entrevista presencial (feita pelo recenseador, indo ao domicílio);
- Autopreenchimento pela internet (requer que o morador informe ao recenseador, por ocasião de sua visita, que prefere responder pela internet. O recenseador fará a orientação necessária para que o morador obtenha uma “chave” de acesso virtual para responder seu questionário pela internet);
- Entrevista por telefone (também requer orientação do recenseador sobre como proceder).

Portanto, seja como for, é necessário que pelo menos um morador em cada domicílio atenda o recenseador para, se for o caso, informar alguma das opções remotas (telefone ou internet).

O Censo 2022

O Censo Demográfico 2022 é a maior operação de recenseamento já organizada no país e uma das maiores do mundo. É a única pesquisa que vai a todos os domicílios. O IBGE estima que serão 78 milhões de endereços a serem visitados, nos 5.570 municípios brasileiros, para recensear mais de 215 milhões de habitantes. Para dar conta do desafio, o órgão conta com 210 mil servidores temporários (coordenados por efetivos), em todo o Brasil, para coleta de dados, supervisão, apoio técnico-administrativo e apuração dos resultados.

(Divulgação)

O censo vai gerar resultados distribuídos pelas áreas de: Brasil, Grandes Regiões, UFs, Mesorregiões e Microrregiões, Municípios, entre outros recortes territoriais de interesse para estudos específicos. Os primeiros resultados têm previsão de estarem sendo divulgados a partir do primeiro semestre de 2023.

Para os municípios, o Censo tem uma importância vital: fornecer dados municipais para formulação e implementação e avaliação de políticas públicas, além de ser uma das principais bases para o cálculo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Para o setor privado, disponibiliza informações socioeconômicas da população imprescindíveis para estudos e estratégias mercadológicas. Para universidades e seus pesquisadores, os dados também são fundamentais para balizar estudos nas mais diversas áreas – saúde, educação, trabalho, infraestrutura urbana, mobilidade, projeções populacionais etc.

Para o Terceiro Setor os dados do censo também são de fundamental importância, pois é com base nesses números que essas entidades podem pautar suas agendas de reivindicações junto ao poder público, bem como criar projetos para captar parceiros, com o intuito de garantir conquistas, direitos e melhorias na qualidade de vida das comunidades e grupos populacionais específicos.

Como identificar os servidores do Censo 2022

Para garantir sua segurança, a população pode utilizar diferentes recursos disponíveis para verificar a identidade dos recenseadores do IBGE. São eles:

- Os trabalhadores em campo estão uniformizados com bonés e coletes azuis identificados com as marcas do Censo 2022 e do IBGE;
- O informante pode verificar a identidade do recenseador escaneando o QR Code presente no lado direito do colete;
- É possível fazer a checagem pelo telefone 0800 721 8181 ou pelo site www.respondendo.ibge.gov.br. Em ambos os casos, é necessário informar o número de matrícula do recenseador, que consta no crachá (ou seu número de CPF ou RG);
- Também é importante atentar para as perguntas feitas durante a entrevista. 

Pará
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM PARÁ

MAIS LIDAS EM PARÁ